O novo senhor do calçado

Luís Onofre foi o vencedor das eleições na Apiccaps - Associação Portuguesa dos Industriais de Calçado, Componentes, Artigos de Pele e seus Sucedâneos. O designer português, conhecido pelo seu calçado de luxo, sucede a Fortunato Frederico na presidência dos destinos da associação.

Transportes e distribuição

Com uma indústria cada vez mais exportadora, a necessidade de recorrer aos serviços de transporte e logística passou a fazer parte da atividade diária das empresas da indústria têxtil e vestuário. O Jornal Têxtil convida-o a apresentar a oferta de serviços e soluções da sua empresa no suplemento “Transportes e Distribuição”.
Com a ascensão da economia digital e da indústria 4.0, as novas tecnologias tornaram-se centrais para o desenvolvimento do negócio. Uma área onde o ERP Dynamics NAV Fashion, implementado pela myPartner, pode dar uma ajuda, como mostrou o workshop Fit for Fashion III, que contou com o testemunho da Ezpeleta.

Revista de Imprensa

Vídeo do dia

Breves

A evolução natural do retalho

A American Apparel e a Nasty Gal declararam falência. A BCBG Max Azria pediu insolvência, tal como a retalhista dedicada ao segmento adolescente Wet Seal. As mudanças nos hábitos de consumo – incluindo a emergência do comércio eletrónico e o declínio do tráfego nos centros comerciais –, não estão apenas a encurtar o ciclo de vida das tendências, mas também das próprias marcas.
O crescimento do comércio mundial de mercadorias deverá recuperar este ano em comparação com a performance tépida em 2016, mas os resultados estão, de acordo com a Organização Mundial do Comércio, muito dependentes da retoma da economia mundial e das políticas governamentais dos diferentes países.

Investir no conhecimento

A formação, inicial e contínua, é um fator crucial na competitividade da indústria têxtil e vestuário, com cada vez mais empresas a investirem na qualificação dos seus trabalhadores. Dê a conhecer a oferta formativa da sua universidade, escola ou centro de formação no suplemento especial “Investir no Conhecimento”.

Geração Z redefine retalho

Os executivos do retalho estão a concentrar todas as suas atenções na geração Z, procurando responder às exigências da geração que vem para suplantar os millennials. As datas de nascimento variam entre 1995 e 2014, o que significa que os membros mais velhos são universitários ou em início de carreira e os mais jovens estão no jardim-de-infância. Portanto, são muitos e com necessidades muito diferentes.
A Zara e a H&M são as duas maiores retalhistas de moda do mundo. Não por coincidência, são também as pioneiras da moda rápida. A Zara, por exemplo, é capaz de garantir um ciclo de 25 dias entre o design e a loja para peças campeãs de vendas e pode reabastecer stocks ainda mais rapidamente.

Mais Notícias