Quanto custa o “made in USA”?

Ainda que a Nasty Gal e a American Apparel – que abriram falência recentemente – tenham dado diferentes justificações, incluindo questões legais e má gestão, para os seus acidentes financeiros, um outro critério que foi considerado chave para os analistas foi o facto de ambas as marcas terem a maior parte da sua produção nos EUA.

Genética desmascara escravatura

Os consumidores atraídos por uma t-shirt barata, mas ainda assim preocupados com a produção ética do item, podem em breve saber se a peça está livre de trabalho escravo – tudo graças à investigação forense.
Os clássicos de sempre, onde se incluem algodão, lã, denim, malhas, seda e materiais sintéticos marcam presença nas coleções para a próxima primavera-verão. Mas a estação quente de 2017 faz-se também com matérias-primas diferentes, dos leves tules aos pesados vinis, peles e até pelos.

ITV do Paquistão reclama apoio

Os empresários da indústria textil e vestuário do Paquistão estão a pedir novos apoios ao Estado, através do corte de impostos e redução dos preços da energia, para tornarem os seus produtos mais competitivos face a países como o Bangladesh, Índia e Vietname e aumentar as exportações para mercados como a UE.
A gigante alemã do sportswear anunciou o desenvolvimento de uns novos ténis produzidos a partir de seda de aranha sintética. Além de mais leve, o tecido usado tem elasticidade, é resistente e completamente biodegradável, permitindo à Adidas somar mais pontos nas suas credenciais “verdes”.

Expor o sucesso

Cada vez mais as empresas portuguesas participam em feiras internacionais, onde procuram diferenciar-se com stands inovadores, atrativos, que reflitam as suas marcas e produtos. De igual forma, as lojas próprias são uma aposta de investimento para as empresas, que procuram eliminar intermediários e controlar todo o processo da produção à venda ao cliente final.

Moda homem em ebulição

Numa altura em que a tendência do minimalismo já atingiu as massas, um movimento orientado para o maximalismo, design arrojado e silhuetas exageradas, influenciado pela rebelião das subculturas jovens, tem vindo a ganhar força na moda homem.
A atitude e atividade inovadora da ERT convenceu o júri do Prémio PME Inovação Cotec/BPI, entregue hoje pelo Presidente da República no 13.º Encontro Nacional de Inovação. O tradicional sector têxtil mostrou que está na vanguarda e saiu duplamente galardoado, com o prémio Produto Inovação a ficar nas mãos da TMG Automotive.