Início Destaques

Aterragem perfeita

A 47.ª edição do Modtissimo aterrou suavemente no Aeroporto Francisco Sá Carneiro e voltou a bater recordes de participação, tanto do lado dos expositores como dos visitantes, especialmente estrangeiros. Uma edição memorável que trouxe novos negócios às empresas portuguesas.

A 24 e 25 de fevereiro, “aterraram” no Porto 6.734 compradores proveniente de todas as partes do mundo, um aumento de 10% face à última edição, números que superaram as expectativas da organização em relação ao número de visitantes e volume de negócios.

Modtissimo2_4mar2016 No rescaldo feito no último dia, Manuel Serrão, diretor-executivo do Modtissimo, confessou ao Portugal Têxtil que «foi uma aposta ousada, nossa e do aeroporto, e a apreensão dos expositores era igual à minha – também estava apreensivo antes de ver como é que corria. Ainda é cedo para fazer o balanço, mas o preliminar é positivo, foi uma boa aposta. Uma feira de moda tem de se renovar e, portanto, se puder de vez em quando experimentar sítios diferentes, é positivo para toda a gente».Modtissimo3_4mar2016

Uma visão apoiada junto dos expositores presentes na feira. «Foi uma das melhores edições do Modtissimo», reconheceu Daniel Simões, diretor de marketing da Mad Dragon Seeker. A marca de moda, presença habitual no desfile da indústria no Portugal Fashion, recebeu muitos contactos durante os dois dias de feira. «Apareceu-nos uma possibilidade de representação da marca na Finlândia – é um contacto que vai ser desenvolvido», exemplificou Daniel Simões, que adiantou ainda ao Portugal Têxtil que, numa situação pouco habitual atualmente nas feiras profissionais, recebeu mesmo «uma encomenda».

«Não se pode cair na rotina», advogou João Ribeiro, comercial da especialista em malhas Lurdes Sampaio, que admitiu que esta edição «surpreendeu pela positiva», incluindo com «a presença de mais visitantes em comparação com o Modtissimo de setembro».

«Inovar é sempre bom», considera igualmente António Cunha, sales area manager da produtora de vestuário Orfama, que recebeu clientes holandeses, russos, franceses, ingleses e muitas agências de compras portuguesas. «Tivemos clientes que vieram e foram embora no mesmo dia», revelou, acrescentando que «claramente, as vantagens deste espaço, com a amplificação da divulgação do evento, são mais do que as desvantagens».Modtissimo4_4mar2016

Os visitantes, entre profissionais e também alguns curiosos – antes da partida ou à chegada ao aeroporto – percorreram ainda os fóruns de tendências, assim como o Fórum de Tecidos Técnicos e Inovadores e o Showcase de Produtos Inovadores, apresentado pelo Citeve. O centro tecnológico organizou ainda um showcase temático em parceria com o CEIIA – Centro de Excelência e Inovação na Indústria da Mobilidade dedicado ao sector aeronáutico. «Foi um prazer ver também os não-profissionais nacionais e estrangeiros constatar a excelência da criatividade e da tecnologia na ITV portuguesa», destacou Braz Costa, diretor-geral do Citeve.

A próxima edição dModtissimo5_4mar2016o Modtissimo realiza-se a 21 e 22 de setembro, num regresso à Alfândega do Porto. A estratégia de surpreender e inovar, contudo, é para manter. «Temos uma casa, que é o edifício da Alfândega, onde nos sentimos bem, é o coração do Modtissimo. Mas, ou seja a tentar fazer uma revolução na Alfândega, como já fizemos algumas vezes, ou, de vez em quando, ir para fora, esse vai continuar a ser o objetivo», concluiu Manuel Serrão.

COMENTE

Please enter your comment!
Please enter your name here

*