Mercados

Início Notícias Mercados

Multimarcas invadem a China

Dentro do panorama do retalho do Império do Meio existe uma nova dinâmica em torno do formato multimarca, impulsionada pela procura de uma nova geração de consumidores chineses. Referências internacionais como Galeries Lafayette e 10 Corso Como já estabeleceram lojas âncora nas principais cidades.

Roupa com pernas para correr

A postura mais promocional no vestuário de desporto/lazer, a racionalização do espaço em loja e um impulso das margens brutas no segundo semestre - resultante da queda no preço do algodão -, estão entre os principais fatores que os analistas acreditam que irão moldar o mercado de vestuário dos EUA em 2015.

O novo sul – Parte 2

A região sul dos EUA mostra-se mais viva do que nunca, com a imigração de criativos, reflorescimento industrial e absorção de tendências exteriores. Sopram fortes ventos de mudança e progresso desta zona do globo que tem um lugar único na história do país, e do mundo, para o melhor e para o pior.

O novo sul – Parte 1

O sul dos EUA atravessa um momento de renascimento cultural, impulsionado pelo influxo de criativos que optam por se realocar na região. Um palco predileto entre a cena da moda contemporânea, da arte, das novas tendências gastronómicas e eventos culturais.

Apple destrona Hermès

A marca francesa de moda foi ultrapassada pelo gigante tecnológico dos EUA, que ocupa agora o primeiro lugar entre os locais preferidos para aquisição de presentes de luxo em território chinês, num lance que testemunha o domínio crescente da Apple no Império do Meio.

Burberry a várias velocidades

A queda nas vendas da Burberry em Hong Kong no último trimestre de 2014, causada em parte pela instabilidade social da região, poderá prejudicar a rentabilidade da marca de luxo britânica nas contas anuais, apesar do relançamento da sua icónica gabardina, que impulsionou a procura noutros mercados.

A ambição da ITV do Bangladesh

A indústria de vestuário de pronto-a-vestir do país estabeleceu como objetivo duplicar as suas exportações para 50 mil milhões de dólares nos próximos sete anos, numa altura em que procura refazer a sua reputação face às tragédias que abalaram a confiança dos compradores internacionais.

Moda rápida não abranda

A popularidade dos retalhistas fast fashion, como Forever 21, H&M e Zara, alterou a forma como os consumidores fazem compras numa base global. E, de acordo com um novo estudo, a continuidade da expansão destes conceitos vai provavelmente colocar pressão adicional sobre o retalho especializado nos EUA.

Under Armour ganha à Adidas

O gigante alemão do equipamento desportivo perdeu a segunda posição no mercado de sportswear dos EUA em 2014, tendo sido ultrapassado pela rival americana Under Armour, de acordo com os dados divulgados por Sterne Agee e SportScanInfo no início de janeiro.

Indonésia toma a dianteira

A Indonésia está prevista ser o mercado líder no crescimento das compras online entre os países do sudeste asiático, à medida que o acesso à Internet alastra e os investidores despejam dinheiro numa série de novas empresas de comércio eletrónico em rápido crescimento.

Mais vistas