Retalho

Início Notícias Retalho

Vendas da H&M em queda

A H&M surpreendeu o mercado com uma queda das vendas no mês de fevereiro, algo que não acontecia há quatro anos. Uma performance que contrasta com o crescimento das vendas da Inditex e que pode refletir, segundo os analistas, alguma perda de fulgor da fast fashion.

Inditex com lucro de gigante

A Inditex fechou 2016 com um lucro de 3,6 mil milhões de euros, representando uma subida de 10% face aos resultados de 2015. Resultados que têm um contributo português, já que o grupo espanhol de retalho compra anualmente cerca de 1.500 milhões de euros a fornecedores do nosso país.

Sonae quer o segundo lugar

A Sonae assinou um memorando de entendimento com a JD Sports Fashion, a cadeia multimarca de desporto, moda e outdoor líder no Reino Unido, e a JD Sprinter Holding com vista à criação do segundo maior retalhista no segmento na Península Ibérica.

Consumidores preferem lojas

Fazer compras entre cliques, em lojas virtuais e no ciberespaço, via computador portátil ou smartphone, nunca foi tão simples. Porém, a maioria dos consumidores americanos continua a preferir as experiências sensoriais oferecidas pelo retalho tradicional.

Retalho acompanha mudança

A ascensão do comércio eletrónico, a adoção de tecnologia cada vez mais inteligente, a entrega rápida e a necessidade de uma crescente transparência na cadeia de aprovisionamento deverão assumir-se como as principais diretrizes do retalho ao longo do corrente ano, segundo os especialistas.

Massenet no clube Farfetch

Praticamente um ano e meio depois de ter deixado a Net-a-Porter e de alguns rumores no final de 2016, Natalie Massenet confirmou esta terça-feira, 28 de fevereiro, a sua chegada à equipa da Farfetch, startup fundada pelo empresário português José Neves.

A nova cara do retalho espanhol

Empenhado em atrair e fidelizar os turistas endinheirados, o país vizinho está a revitalizar o retalho, procurando assumir-se como destino de compras global a par de Paris ou Milão.

China reajusta retalho

As compras online vieram alterar a forma como os consumidores chineses interagem com a oferta tradicional. A influência contínua do comércio eletrónico – combinada com a desaceleração económica da China e com os desenvolvimentos geopolíticos do último ano – fez com que os retalhistas de luxo adotassem estratégias mais seletivas, ágeis e eficientes quando se trata de gerir a sua rede de lojas.

Quem tramou os grandes armazéns?

Durante anos, as cadeias off-price conseguiram atrair os consumidores com preços até 70% mais baixos do que os praticados pelos retalhistas tradicionais. Agora, num clima de retalho marcado pelo contínuo declínio do tráfego nos grandes armazéns, as cadeias de desconto preparam-se para dominar.

Retalhistas hostis ao protecionismo

Mais de 100 retalhistas, incluindo o Wal-Mart e a Target, bem como as principais associações comerciais norte-americanas, estão a aliar-se para contestar uma proposta republicana às taxas sobre as importações, algo que, acreditam, poderá prejudicar os seus negócios.

Mais vistas