Tecnologia

Início Notícias Tecnologia

Tecnologia dá a mão à competitividade

Essencial para a competitividade internacional, a tecnologia ocupa hoje um lugar central na definição da estratégia das empresas. Stäubli, Lectra, Tajiservi, Infos, Mind e Bejimac revelam as soluções que vão ajudar a insuflar a produtividade e eficiência da indústria têxtil e vestuário.

As emoções dos wearables

Um grupo de investigadores do MIT está a desenvolver uma tecnologia wearable cujo principal objetivo é facilitar o diálogo dos seus utilizadores em cenários reais, auxiliando, por exemplo, indivíduos com síndrome de Asperger a perceberem as emoções humanas.

Gerber Technology renova AccuMark

A Gerber Technology anunciou que a mais recente versão do AccuMark estará disponível no mercado a partir de 24 de janeiro. A nova versão permite a integração com a solução YuniquePLM In The Cloud e uma redução até duas semanas do tempo de desenvolvimento de produto.

Robots no futuro da confeção

Embora a mão de obra humana seja indispensável, no horizonte da produção de vestuário alinha-se uma crescente automatização. Um futuro que está a ser cosido pela startup Sewbo, cujo processo muda radicalmente a forma como se faz a confeção de vestuário.

Tecnologia rouba empregos

A abertura dos mercados e o comércio mundial têm sido os bodes expiatórios para a perda de postos de trabalho na última década, mas os diretores-executivos de algumas das maiores empresas mundiais garantem que as verdadeiras culpadas são, cada vez mais, as máquinas.

PLM da Lectra aprovado

A mais recente versão do PLM da Lectra recebeu uma boa avaliação da WhichPLM, uma revista digital independente dedicada ao desenvolvimento de produtos para a indústria da moda, que elogia as funcionalidades relacionadas com os materiais e a capacidade de integração com aplicações de terceiros.

A beleza dos wearables

As denominadas tecnologias usáveis começam finalmente a solucionar aquele que, até aqui, era considerado o seu calcanhar de Aquiles: a estética. Com o contributo de marcas como Kate Spade, Fitbit e Tapdo, os wearables podem agora deixar de ser um reduto de geeks, conquistar a comunidade moda e alcançar as massas.

Tecnologia abre portas à moda

Cada vez mais atenta às evoluções da tecnologia, a moda marcou presença, direta ou indiretamente, na CES 2017. A feira de eletrónica de consumo permitiu espreitar o futuro da indústria da moda, com soluções que passam pela inteligência artificial aplicada não só ao retalho mas também ao design.

Robots substituem pessoas

Este mês, a empresa de seguros de vida japonesa Fukoku Mutual Life Insurance deverá iniciar um despedimento coletivo de 34 dos seus trabalhadores, que serão substituídos pelo sistema de inteligência artificial da IBM, o Watson Explorer.

Lojas inteligentes multiplicam vendas

O retalho do futuro pretende recuperar quota de mercado aos seus rivais online com a ajuda de tecnologia avançada – dos robots aos espelhos interativos, passando por prateleiras com sensores embutidos.

Mais vistas