Vestuário

Início Notícias Vestuário

44 portugueses na corrida à Ispo

A próxima edição da Ispo Munich já é recordista de expositores, com mais de 2.800 empresas internacionais inscritas. Os portugueses responderam em força à convocatória da maior feira dedicada ao desporto, com 44 participantes na corrida que toma conta da cidade germânica entre 28 e 31 de janeiro de 2018.

Pitti Bimbo recebe 20 marcas lusas

A feira de moda infantil acolhe na sua 86.ª edição, que decorre de 18 a 20 de janeiro, um total de 540 expositores, entre os quais se encontram 315 marcas internacionais e 128 estreias ou regressos, distribuídos por uma área de exposição de 47 mil metros quadrados.

Dona da Quicksilver deita a mão à Billabong

A marca australiana de surfwear Billabong aceitou a oferta de compra da empresa norte-americana Oaktree, dona da Quicksilver e sua acionista maioritária. O negócio ficou fechado nos 380 milhões de dólares australianos, o equivalente a 248 milhões de euros.

Panorama Berlin em contagem decrescente

Considerada a maior e mais relevante feira de moda da região, a Panorama Berlin está de volta, entre os dias 16 e 18 de janeiro, para desvendar mais de 800 coleções – entre elas estão as de quatro marcas “made in Portugal”. A-Line Clothing, Felmini, Portuguese Flannel e Softinos representam a moda lusa no certame.

As oportunidades e desafios do digital

Face à pressão crescente para acelerar a velocidade, a customização e a transparência, o sector do vestuário começa a despertar para a importância de abraçar a digitalização nas suas estratégias e operações comerciais, contando nomeadamente com o apoio da Lectra e da Gerber.

Ruanjo ganha na antecipação

Antecipou a epidemia do athleisure quando ainda não passava de um estado febril e, por isso, vários mercados acorreram às prescrições da empresa Maria Anunciação Fonseca da Costa, que detém a marca própria Ruanjo.

A precisão de ourives da Confecções TM

Na última edição do Modtissimo e primeira para a empresa, a Confecções TM elevou a camisa a joia, destacando-a num mostruário iluminado no interior do stand. Este tratamento, porém, não foi caso isolado, considerando que a peça representa 80% do negócio da produtora.

O sonho da DreamCatcher’s

Foi de mochila às costas e após muitas viagens à India, Tailândia e Israel que a marca DreamCatcher’s ganhou vida e rapidamente de um sonho se tornou realidade. Absorvidas pela essência destas culturas, Maria Ochôa Pires e Estanislau Lubomirski Pierre transformaram estas histórias em roupas e acessórios.

Pelo verdadeiro vendido como falso

A campanha contra o uso de peles naturais acaba de sofrer o mais duro dos reveses. Vários retalhistas do Reino Unido foram acusados de vender roupa e calçado fabricados com pelos animais de coelho, raposa e até chinchila como sendo não-naturais.

Moda à prova de bala

Nos EUA, a produção de equipamento de proteção individual é uma indústria avaliada em 465 milhões de dólares (cerca de 396 milhões de euros) anuais, de acordo com um relatório de agosto último da Market Research. Espera-se que o mercado global deste tipo de artigos alcance os 5,7 mil milhões de dólares até 2024, segundo um estudo realizado em 2016 pela Grandview Research.

Mais vistas