Início Destaques

O berço da Grace Baby&Child

Fundada em 2013, a Grace Baby&Child começa por embalar recém-nascidos para depois os acompanhar nas primeiras traquinices, numa oferta que envolve todo o guarda-roupa e, mais recentemente, a decoração. A maternidade da fundadora Ana Peixoto d’Almeida inspirou o negócio que, em 2017, espera crescer 150%.

Profundamente apaixonada pelos detalhes vintage e clássicos, a Grace Baby&Child propõe «a tradição com um toque cosmopolita», como explica, ao Portugal Têxtil, Ana Peixoto d’Almeida, e ambiciona oferecer propostas para um guarda-roupa infantil o mais completo possível, desde o nascimento até aos 6 anos, presenteando vestuário e acessórios como cachecóis, gorros, toucas, elásticos de cabelo, etc.

A linha “Home”, lançada este outono, chega com a linha nursery para o recém-nascido – que inclui alcofas, berços e todos os essenciais para o bebé, como fraldas e babetes, mantas e swaddles, sacos de dormir – e, ainda, com uma linha de banho e decoração de quarto.

Com uma grande aposta na qualidade dos materiais, os preços das peças de vestuário e acessórios Grace Baby&Child variam entre os 15 e os 60 euros, sendo que o preço médio ronda os 35 euros. Na coleção de “Home”, o leque vai dos 30 aos 350 euros.

Todas as peças são desenhadas em Portugal e produzidas «em pequenas quantidades numa equipa de parceiros cuidadosamente selecionada e localizada a não mais do que 70 quilómetros de Braga. Atualmente, trabalhamos com uma fábrica na Galiza e duas fábricas no Minho», destaca Ana Peixoto d’Almeida.

Com novos mercados em vista e uma equipa que foi aumentando até aos cinco colaboradores, em 2016, as vendas cresceram 110% e, em 2017, a empresa antecipa uma escalada na ordem dos 150%.

Portugal é o principal mercado – a marca está à venda em espaços multimarca em Lisboa, Viseu, Madeira, Vila Nova de Famalicão, Amarante e Braga – mas, em 2016, a Grace Baby&Child ganhou um cliente em Espanha e expediu artigos, através do seu portal de comércio eletrónico, para muitos outros destinos além-fronteiras. «Na sua maioria e curiosamente, foram para mães portuguesas que residem lá fora», confessa a fundadora.

A curto-prazo, os objetivos da Grace Baby&Child passam pela internacionalização. «Pensamos concretizá-lo com a presença nas feiras Pitti Bimbo, em Florença, e Playtime, em Paris», revela Ana Peixoto d’Almeida, sublinhando que o plano é «abrir mais portas, mais mercados e, com isso, ganhar mais escala».

COMENTE

Please enter your comment!
Please enter your name here