Moda nacional anuncia primavera

A primavera-verão 2018 começou em Nova Iorque, com o voo dessa primeira andorinha a mudar depois de direção para se juntar ao bando nos céus de Londres, Milão e Paris. Em território nacional, a ModaLisboa e o Portugal Fashion alinharam as passerelles com as das capitais internacionais, evidenciando os tons pasteis ou a velha arte da camisaria.

China combate crédito e poluição

A economia do Império do Meio arrefeceu no mês passado, com a produção industrial, o investimento em ativos fixos e as vendas no retalho a falharem as expectativas dos analistas. A explicação pode estar no combate implacável do governo chinês à poluição e ao crédito.
De acordo com os dados recentemente recolhidos e analisados pelo Barclaycard, os homens gastam mais dinheiro por mês em moda e beleza do que as mulheres – preferem, contudo, fazê-lo entre cliques.

Revista de Imprensa

Vídeo do dia

LES PORTUGAIS

video

Breves

África lucra com China

Os países africanos exportadores de vestuário estão a lucrar com o aumento dos custos de mão de obra na China, assim como com a mudança dos padrões de consumo globais, atraindo, com os seus baixos custos de produção, as marcas ao continente.
Depois das conquistas na morada virtual e além-fronteiras, a marca de vestuário infantil regressou a casa e inaugurou, no passado dia 11 de novembro, uma loja no Porto. Imbuída no espírito da quadra, a Cherrypapaya está já a preparar o lançamento da coleção-cápsula de Natal.

A alternativa indonésia

Com as exportações próximas dos 12 mil milhões de dólares e uma força de trabalho de quase dois milhões de pessoas, a indústria têxtil e vestuário da Indonésia garantiu ao país um lugar entre os 10 maiores exportadores do mundo para este sector de atividade.

Olga Noronha, a curadora

Uma das criações da jovem designer – o Colar Cervical de Filigrana de Ouro – mereceu um lugar de destaque no Museu da Joia de Vicenza, integrando a sua exposição inaugural. Agora, é Olga Noronha quem se prepara para passear pelos corredores do museu, tendo sido apontada como sua curadora.
Nos últimos anos, a Primark tem levantado o véu do trabalho em prol da transparência e sustentabilidade da sua cadeia de aprovisionamento: em particular, os esforços para garantir que todo o algodão utilizado seja produzido de forma sustentável.

Mais Notícias

compete-2020-feder