Peúgas Carlos Maia aposta na inovação

A fabricante de meias, que detém as marcas CM Socks e Pureco, está a preparar um investimento no âmbito da inovação produtiva que reduz o risco de entorse do tornozelo, um projeto em parceria com o Hospital de Santo António e a Escola Superior de Saúde do Porto.

Créditos Assegurados

A instabilidade política, económica e social e o atual clima de incerteza no mercado global exigem que as empresas previnam perdas, pelo que os seguros de crédito e a gestão de cobranças se tornaram essenciais para a indústria têxtil e vestuário. Se tem uma oferta nesta área, participe no suplemento Créditos Assegurados!
Nos últimos anos, a indústria do denim tem vindo a apresentar avanços inovadores, do conforto à ecologia, passando pela performance. Agora, há uma nova safra de marcas que procura capitalizar com a explosão do tecido intemporal e democrático, oferecendo muito mais do que um par de jeans.

Revista de Imprensa

Vídeo do dia

Breves

Aprovisionamento sob alta tensão

Em 2017, a cadeia de aprovisionamento global enfrenta riscos que vão desde o roubo de cargas a atos de terrorismo, sendo que estes últimos continuam a ser uma das principais ameaças em território europeu, de acordo com um novo relatório.
O grupo de origem sul-coreana Hyosung, que detém a creora, está a aumentar a sua capacidade produtiva de elastano, antecipando atingir uma produção de 260 mil toneladas em 2018. Um crescimento que, quando o investimento ficar concluído, deverá elevar a quota de mercado da creora para 31%.

Menswear de dentro para fora

Considerando o bom momento da moda masculina que, de acordo com dados do Euromonitor, deverá alcançar os 457 mil milhões de dólares (aproximadamente 411 mil milhões de euros) em 2020, os portais da especialidade têm concentrado as atenções nos exemplos de sucesso do segmento, deixando as coordenadas para a próxima geração do menswear.

Crescer com meias (bem) medidas

Com uma oferta variada – das meias de compressão para desporto aos artigos desenvolvidos para a moda – que permite chegar a diferentes clientes, a A. Fiúza está a aumentar o efetivo e a reforçar a capacidade produtiva, mas o objetivo é continuar a crescer de forma sustentada.
As marcas de moda estão a adaptar as suas estratégias de marketing a uma realidade digital que vai muito mais fundo do que as vendas online. Uma espécie de iceberg digital está a garantir que as marcas que percebem as profundezas da web vençam e que, as restantes, afundem.

Mais Notícias