B’Lovely: a realeza que inspira Portugal

A recém-criada marca de luxo para criança está focada no mercado britânico, bebendo inspiração precisamente dos pormenores que vestem as famílias reais. A maior encomenda até ao momento, no entanto, partiu de um cliente português.

Sustentabilidade do fio à malha

As fiações estão a adaptar-se para incorporar fibras recicladas e orgânicas, assim como sintéticos biodegradáveis nas suas propostas. Algumas dessas opções fazem já parte das coleções de malha para as próximas estações, como provam a oferta de empresas como as portuguesas NGS Malhas e Tintex.
Chegou o momento de definir os consumidores chineses segundo o seu tipo de personalidade. Depois de anos em que marcas e marketers dividiam os potenciais clientes da China em categorias demográficas gerais, a Euromonitor International sugere uma nova forma de olhar para os compradores do país asiático.

Revista de Imprensa

Vídeo do dia

LES PORTUGAIS

video

Breves

O que é preciso saber sobre o futuro do retalho

As compras e o comportamento dos consumidores estão a mudar. Pensar em qual foi o último produto que se adquiriu online não obriga a recuar muito atrás no tempo. As compras acontecem cada vez mais no canal digital e para o sector do retalho as implicações são gigantes.
A reputação do poliéster é como uma montanha russa, com altos e baixos ao longo dos anos – dos inestéticos fatos informais e da poluição por microfibras até ao activewear de performance. Neste momento, o poliéster reciclável, com um quociente ambiental elevado, está sob os holofotes.

O apetite chinês pelo luxo

À semelhança de Paris, Tóquio e Londres, Nova Iorque é reconhecida por ser um dos centros mundiais de cultura, moda e arte. No entanto, as atenções de marcas como a Ermenegildo Zegna estão a voltar-se para a China, onde residem os maiores consumidores de artigos de luxo.

A «inevitabilidade» do digital

Marketplaces, e-commerce, SEO e keywords foram alguns dos conceitos explorados na sessão de informação Norte Digital, com a colaboração do CENIT e da ANIVEC, que decorreu ontem em Vila Nova de Famalicão. Afinal, o negócio digital é o futuro da indústria têxtil e confeção? Esta foi a questão lançada no debate que fechou a sessão.
O impacto da economia digital nas empresas da fileira moda é o foco da próxima sessão de informação do projeto Norte Digital. Agendada para amanhã, 8 de novembro, em Vila Nova de Famalicão, a sessão contará com a presença de representantes da Zippy, da Riopele e da Calvelex.

Mais Notícias

compete-2020-feder