Início Notícias Marcas

2018: o ano das influencers e dos logótipos

Com o ano a chegar ao fim, a Lyst revelou o seu relatório Year in Fashion, onde divulga quais as marcas mais desejadas, os artigos mais procurados e os maiores influencers das redes sociais em 2018. Os uggly sneakers, a influencer Kylie Jenner e a Gucci são alguns dos nomes em destaque.

Supreme

O novo relatório Year in Fashion, da plataforma mundial de pesquisa Lyst, divulgado pela WGSN, analisou mais de 100 milhões de pesquisas de 80 milhões de consumidores, que procuraram online por cerca de 5 milhões de artigos de moda de 12 mil lojas.

Em 2018, de acordo o relatório, as marcas mais desejadas no Instagram foram a Veja, a Reformation e a Attico. Os logotipos estiveram por todo lado com a Supreme, a Champion e a Fila a serem as marcas que os consumidores mais quiseram usar na sua roupa, fosse em camisolas, no calçado ou nas malas.

Balenciaga

Quanto a categorias de produtos, os ugly sneakers, as belt bags e as leggings venceram a corrida. Na verdade, todas as marcas e produtos foram ajudadas por um grupo importante de influencers, que combinam milhões de seguidores no Instagram, numa lista liderada pelas irmãs Kylie Jenner e Kim Kardashian, respetivamente, seguidas de Meghan Markle. «2018 foi o ano em que a moda se tornou viral – os memes de moda derreteram a internet e o Instagram emergiu como uma grande força, criando novas marcas e influencers», refere a Lyst no seu relatório.

Para conseguir nomear e classificar as marcas mais desejadas no Instagram, a Lyst monitorizou os picos de pesquisa, relacionando-os com as menções e as tags das marcas ao longo de todo o ano.

As marcas mais pesquisadas

A Veja, a Reformation e a Attico lideraram a tabela. Quem também conquistou muitos pontos foi a Réalisation Par e a marca acessível e favorita de muitos Ganni, que registou um aumento de 52% nas pesquisas mundiais com as peças com padrão leopardo e o seu macacão cor-de-rosa.

Reformation

A mala da Staud Shirley também esteve em destaque, enquanto o denim sustentável da Nanushka estimulou a importância da marca. A Faithfull the Brand, a Rouje e a Stine Goy também contaram com menções de peso nas redes sociais.

Os amantes de logótipos

Os logótipos das marcas destacaram-se em 2018 e, no topo, ficou uma mistura entre marcas exclusivas e marcas acessíveis. As três marcas mais mencionadas foram a Supreme, a Champion e a Fila, seguindo-se a Prada, a Fendi e a Gucci, com a Prada a recuperar devido ao renovado interesse pelos seus acessórios de poliamida. Seguiram-se a Kappa, a Versace, a Louis Vuitton e a Céline.

Off-White

Os artigos que ostentaram os logótipos das marcas que os consumidores simplesmente tinham que ter incluíram o cinto da Gucci, o cinto industrial da Off-White e os collants da Fendi. O macacão cor-de-rosa da Ganni esteve em alta, bem como a saia de padrão leopardo da Réalisation Par e os jeans da Jonathan Simkhai. O fato da Chloé, com desenhos de cavalos, foi um sucesso no segmento do luxo, enquanto as meias Lurex da Prada e os óculos de sol Loulou da Saint Laurent’s estiveram entre os acessórios mais bem-sucedidos. As sandálias flame-heeled da Prada apareceram em 10º lugar na lista.

Os artigos favoritos

Os ugly sneakers superaram os restantes produtos, principalmente os das marcas Balenciaga, Triple S, Filo Disruptor e M2K Tenko da Nike. As belt balgs ficaram em segundo, com as pesquisas a aumentar 80%, lideradas pelas Gucci e pela Topshop. A força da athleisure fez com que as leggings ficassem em terceiro lugar, com 400 mil pesquisas por mês.

Chiara Ferragni

O enchimento foi a tendência mais pesquisada no que toca a casacos, com mais 59%, com os consumidores à procura de uma forma de estar simultaneamente belos e quentes. Também os slides (chinelos) estiveram em destaque, com os modelos da Gucci e da Supreme a liderarem as preferências. Seguiram-se os óculos de sol da Teeny com 500 mil pesquisas, com o modelo Le Specs x Adam Selman como o estilo favorito num segmento bastante competitivo, onde finalmente terminou o domínio dos óculos de sol gigantes.

No denim, os skinny jeans continuam a ser o modelo mais vendido à escala mundial, com as Joni da Topshop a serem as mais pesquisadas no primeiro trimestre. Seguiram-se os calções favoritos das Kardashian: os de ciclismo, com um aumento nas pesquisas de 78%. As denominadas sensible sandals, pela Lyst, vieram a seguir, com as marcas Birkenstock, Teva e Crocs a colocarem este tipo de calçado no nono lugar. Na décima posição esteve o favor das celebridades: os cropped hoodies.

As celebridades vendem

Em 2018, as celebridades foram diretamente responsáveis por tendências especificas. Numa lista onde Kylie Jenner e Kim Kardashian dominaram, seguidas de Meghan Markle, houve uma mistura de música, desporto, ação e estrelas das redes sociais, com nomes como Cardi B, Beyoncé, Serena Williams, Chiara Ferragni, Blake Lively, Rihanna e Ariana Grande a dominarem o mundo do Instagram.

Kylie Jenner

Em 10º lugar, Ariana Grande foi a responsável pelo aumento das vendas de hoodies oversize. As duas irmãs a liderar a tabela tiveram um grande impacto, com Kim Kardashian a ajudar a reavivar o logo da Fendi quando publicou uma foto vestida num look total com o monograma FF Zucca, enquanto Kylie Jenner motivou mais de dois milhões de pesquisas este ano, desde os fatos de treino da Adidas aos óculos de sol da Dior, passando por lingerie da Victoria Secret ou por vestidos mini de Alexander Wang. Graças ao minivestido cor-de-rosa que usou na sua festa de aniversário, as pesquisas por vestido cor-de-rosa cresceram em 107% nas 48 horas seguintes, revela a Lyst.

Além disso, segundo o relatório, qualquer designer que Meghan Markle decida vestir, vê a sua marca a ter um aumento de mais de 200% nas pesquisas na semana seguinte. Mas há mais, destaque para a balaclava Gucci usada por Rihanna no Coachella, que causou um pico de 19% nas pesquisas, o impulso que Blake Lively deu à marca Ralph Lauren e a controvérsia em volta de Serena Williams, quanto ao conjunto Off-White x Nike, no verão, que estimulou a procura por roupas de ténis pretas.