Início Notícias Moda

Negócio milionário no Brasil

A holding J&F Investimentos apresentou uma proposta milionária pela quota maioritária que o conglomerado Camargo Corrêa detém do grupo Alparcatas, que inclui a célebre marca Havaianas.

 A J&F Investimentos, a empresa da família Batista, concordou, na última segunda-feira, pagar 2,67 mil milhões de reais (1 BRL = 0,25 EUR) em dinheiro pela participação de 44,1% que o conglomerado Camargo Corrêa detém do fabricante de vestuário e calçado Alpargatas SA.

A J&F, que controla os ativos não-correntes da família Batista, irá pagar 12,85 reais pelas ações ordinárias e preferenciais que o conglomerado Camargo detinha na Alpargatas. Isto representa um prémio de cerca de 32% face ao preço de encerramento das ações da Alpargatas na semana passada.

A venda surge num momento em que a Camargo Corrêa debate-se com as consequências de um escândalo de corrupção em empresas controladas pelo Estado, que eram as principais clientes da unidade de engenharia do conglomerado. O escândalo bloqueou o acesso ao financiamento dos mercados de capitais, forçando várias empresas de engenharia a alienarem os seus ativos de forma a obterem capital.

A Camargo Corrêa alienou parte ou a totalidade dos seus ativos, tendo em vista a criação de valor para os acionistas e não de uma necessidade de angariar capital de forma a reduzir a dívida ou pagar multas relacionadas com o escândalo. A participação na Alpargatas é a primeira de várias vendas de ativos que decorrerão nos próximos meses.

Para a J&F, a aquisição de uma participação maioritária na Alpargatas significa que a família Batista está a conquistar marcas de vestuário e calçado com potencial atrativo global, como a Havaianas. O acordo permite, também, a diversificação de investimentos pela J&F, alguns dos quais estão atualmente fixados no segmento de limpeza doméstica, operações bancárias, papel e celulose e media.

Embora as ações preferenciais da Alpargatas tenham caído 5% na segunda-feira, as ações ordenarias aumentaram 3,7%. Os mercados brasileiros estiveram fechados na última sexta-feira devido a um feriado no estado de São Paulo.

O acordo está ainda sujeito a aprovação regulamentar e obrigará a J&F a lançar uma oferta formal. Caso o acordo não seja concluído dentro dos próximos 60 dias, o preço final será ajustado pela taxa CDI de referência. Sob os termos do acordo, a J&F concordou manter a Alpargatas no mercado, pelo menos no primeiro ano após a aquisição da participação da Camargo Corrêa.

A Reuters afirmou, no início do mês, que entre os potenciais concorrentes pela participação da Alparcatas se incluem as empresas de private equity Gávea Investimentos Ltda e Apax Partners LLC, bem como o rival fabricante de calçado Grendene SA.