Início Notícias Têxtil

6Dias com denim

A especialista em tecidos 6Dias adquiriu uma conterrânea versada na tela do jeanswear para complementar o seu portefólio de teias e tramas cruzadas.

A nova oferta de denim da 6Dias será oficialmente lançada, em julho, no salão de tecidos The London Textile Fair, e depois fará escala em setembro na Munich Fabric Start e na Texworld Paris. «A coleção, composta por cerca de 50 referências, já está preparada», afirma a administradora da 6Dias, Patrícia Dias. «As peças são apresentadas com diferentes lavagens para os clientes perceberem o que é que aquela ganga tem a nível de resultados. Vamos também ter denim com liocel e em pronto a tingir. Deste modo, a nossa coleção vai ficar ainda mais rica», explica ao Jornal Têxtil (janeiro 2018).

A empresa está também a organizar os seus departamentos de design e planeamento, para os quais acaba de contratar novos colaboradores. «Ao fazermos muita transformação, como não temos produção interna, temos de ter um planeamento muito organizado. Na parte dos stocks também, para conseguirmos ter agora um avanço grande», justifica a administradora da 6Dias.

Todas estas melhorias fazem Patrícia Dias acreditar que, depois de um ano em que «a faturação se manteve nos 7 milhões de euros» – o equivalente a 2,3 milhões de metros expedidos para cerca de 500 clientes, numa carteira que conta mais de dois mil nomes –, 2018 será de crescimento. «Tenho a expectativa de chegar aos 10 milhões de euros. Acho que este ano vai ser bastante forte», confessa.

A aumentar continua o efetivo, que contabiliza atualmente 24 trabalhadores, e a quota de exportação, que terminou 2017 já em 20%. «Quando começamos as feiras tínhamos cerca de 6% e a meta é chegar aos 50%, mas sem baixar em Portugal», refere. «Neste momento, o mercado mais importante é o Reino Unido, depois Espanha, França, Bélgica e Holanda», aponta Patrícia Dias.

Mas nem só do Velho Continente vive a 6Dias. Singapura, Dubai e Malásia fazem também parte da lista de mercados externos e na linha de mira está a América. «Ainda não fomos porque estamos a reorganizar-nos», admite. Entre as recentes conquistas encontram-se a Alemanha, Letónia, Estónia e Lituânia. «Acabamos por ter mais clientes desses países com a Munich Fabric Start», adianta a administradora. No primeiro dia desta edição do salão de tecidos alemão «tivemos mais clientes do que nos três dias do ano passado», indica.

A nova coleção apresentada, para a primavera/verão 2019, é «essencialmente focada em senhora, 70%. 20% criança e 10% homem. Mas vamos tentar crescer em homem», elucida. Em stock estão mais de dois milhões de metros de tecido, avaliados em cerca de três milhões de euros. «Temos a vantagem, em relação fornecedores comuns, de produzir exatamente o que o cliente quer. Fazemos muitos desenvolvimentos, pegamos nas bases e transformamos tudo – é isso que nos tem feito ter sucesso no mercado. Trabalhamos em função do cliente, como se ele fosse único e exclusivo», assegura Patrícia Dias. É esta forma de encarar o negócio que valeu à 6Dias ser PME Líder no ano passado, quando certificada em qualidade. A meta agora é obter a certificação BCI e ser distinguida PME Excelência.

Os tecidos da empresa fundada há 12 anos são adquiridos principalmente da China, onde têm 11 pessoas só para controlar a produção, Paquistão e Índia. Já a nova gama denim é aprovisionada nomeadamente na Turquia, China e Paquistão.