Início Arquivo

95% do Tecido de Lã penteada provém da UE

A origem das importações portuguesas de tecido de lã penteada está significativamente concentrada no mercado comunitário, uma vez que 95% deste tipo de produtos provém dos parceiros europeus. A Itália, Alemanha, Espanha, França e Reino Unido são aqueles que contribuem para este cenário, a que não é alheio o facto de corresponderem aos cinco principais fornecedores do mercado português. Todavia, a produção oriunda de Itália representa a maior fatia das transferências para terras lusitanas, com um peso relativo de 37%, a que corresponde 26,2 milhões de euros. Portugal importou, em 2000, 70,7 milhões de euros de tecido de lã penteada, tendo registado um decréscimo de 7,1% face ao ano anterior. Em termos de volume, a redução foi ainda mais acentuada (-13,8%), implicando um crescimento de 7,8% do preço médio de importação, fixando-se em 6,88 euros/m2. A Itália para além de se assumir como o principal fornecedor apresenta, também, o preço médio de exportação para Portugal mais elevado, no conjunto dos cinco mais importantes abastecedores, sendo mesmo superior ao preço médio das importações nacionais, com este último a representar 86,1% do preço transalpino. No primeiro semestre de 2001, constata-se a tendência para a predominância dos produtos comunitários, realçando-se a crescente importância relativa detida pela Itália, uma vez que neste período conquistou 40% do mercado. O estudo completo encontra-se no Portugal Têxtil .