Início Arquivo

A ambição de George

A marca de vestuário George, um sucesso de vendas com a assinatura da cadeia britânica de hipermercados Asda e de George Davis, vai ser exportada. Com efeito, a Asda, que pertence desde 1999 ao gigante americano da grande distribuição Wal-Mart, acaba de anunciar a criação da George Global, uma filial destinada a lançar a marca da casa na conquista de novos mercados.

 

Esta etapa é um elemento de uma estratégia global de exportação da George e da Asda. As colecções a baixo preço da marca são actualmente um verdadeiro sucesso de vendas no Reino Unido. Em 2003, a marca iniciou o seu processo de independência da Asda com a abertura de duas lojas próprias em centros comerciais, o que lhe proporcionou uma maior visibilidade e uma verdadeira imagem de moda no comércio a retalho em solo britânico. Entretanto, mais duas lojas deverão abrir brevemente, em Northampton e Preston.

 

Além disso, as colecções da George são ainda vendidas em 240 dos 265 hipermercados Asda, com uma superfície de venda que atinge aproximadamente os 14.000 metros quadrados. Cerca de 14% da área de cada hipermercado Asda é hoje consagrada à George. A marca tornou-se líder em vestuário de criança e número um em uniformes escolares na Grã-Bretanha.

 

Deste modo, a Asda, actual número 2 da grande distribuição britânica, lança-se num ambicioso programa de aberturas no estrangeiro. A cadeia visa nomeadamente a Europa de Leste e a Ásia. A George poderá ser comercializada nas 5.000 grandes superfícies da rede Wal-Mart espalhadas por todo o mundo. Desde há dois anos, a Wal-Mart começou a expor as colecções George em 89 das suas lojas na Alemanha. O grupo está actualmente a adoptar a mesma estratégia nas suas instalações-piloto na Coreia, no Japão, no México, no Canadá e nos EUA. 

«O objectivo é atingir o circulo virtuoso das economias de escala», sustenta Andy Bond, director da George Global. «Ao criar esta nova divisão, a Wal-Mart oferece à George a oportunidade sem precedentes e sem equivalente de entrar num mercado mundial com mais de 100 milhões de consumidores por semana».