Início Notícias Têxtil

A máquina do tempo

Digitais, sustentáveis e pensadas para servir um consumidor mais consciente, as tendências para a primavera-verão 2022 refletem o passado mas colocam o pé no futuro, como está também a fazer a Tintex.

Cerca de um ano depois do início da pandemia, as tendências para a primavera-verão 2022 refletem um estado de espírito mais concentrado na proteção e na mudança de prioridades do consumidor, que foram aceleradas com o Covid-19, onde se inclui a maior importância da casa e de valores como a sustentabilidade ambiental.

É a estas tendências que dedicamos a edição de fevereiro do Jornal Têxtil, analisando as direções delineadas pelas feiras de tecidos Milano Unica e Première Vision – que se realizam apenas online esta estação – assim como o dossier do gabinete de tendências WGSN dedicado ao tema, com foco nos materiais, nas cores e nas considerações para as coleções de homem, senhora e criança.

Atenta a estas e outras tendências está também a Tintex, como revelam os administradores Mário Jorge, Ricardo e Pedro Silva, que numa entrevista tripla levantam o véu das duas apostas para a estação e dão conta das alterações trazidas pela pandemia, mas também dos novos investimentos e dos planos para expandir a sua ação muito além do têxtil.

Fique ainda a par do que está para vir em 2023, com as primeiras indicações do WGSN a darem conta de cinco grandes áreas em mutação na indústria da moda, que se refletem nas tendências para o outono-inverno 2022/2023, apoiadas nos pilares tecnologia, natureza e sustentabilidade.

Além das tendências, esta edição do Jornal Têxtil destaca também a inovação implementada pela Rosários 4, os 18 anos da Trimalhas, o prémio atribuído à Tejidos Royo nos European Business Awards for the Environment, a evolução da Näz com a Women4Climate e as soluções de customização que a Tajiservi está a trazer para o mercado nacional.

Acompanhe igualmente a evolução dos mercados, incluindo do fio de algodão, onde Portugal se está a destacar, e conheça os números do mercado nacional, nomeadamente ao nível dos indicadores económicos e das exportações.

Antes de fechar esta edição, espreite o suplemento Máquinas de Futuro, com as tecnologias mais recentes da Digidelta, Lectra, Stäubli, Gerber Technology, Itema, Mind e Tajiservi.

Se ainda não é assinante, não perca mais tempo e faça já a sua subscrição para garantir que recebe todos os meses, em casa ou na empresa, a informação da indústria têxtil e vestuário que faz a diferença no seu negócio.