Início Arquivo

A moda para casa é a estrela na Textilhogar

Amanhã, dia 10, terá inicio a 35ª edição daTextilhogar, feira internacional de têxteis para o lar e decoração, que reunirá praticamente o mesmo número de expositores que a passada edição. Segundo a organização, durante os quatro dias da feira, cerca de 440 empresas de 20 países estarão presentes neste certame, que ocupará uma superfície de 37.000 metros quadrados.
Esta edição apresenta várias novidades. A primeira foi a mudança de datas, e pela primeira vez na sua história, a Textilhogar vai realizar-se antes da Heimtextil, o que permite ao certame inaugurar o calendário de feiras do sector. Além disso, o evento terá lugar em quatro pavilhões da renovada Feira de Valência, que desenhados com critérios arquitectónicos inovadores, respondem perfeitamente às necessidades de comodidade e serviço.
A Textilhogar reunirá 5.000 novas colecções de produtos têxteis, e incidirá na sectorização, aproveitando a distribuição da feira em dois níveis que facilitam a presença dos visitantes profissionais e dividindo a sua oferta em duas grandes áreas: o Nível 3 dedicado aos têxteis-lar e o Nível 2, dedicado aos têxteis para decoração, mas mantendo o espaço «Calle das Tiendas».
O Nível 2 apresenta a oferta de decoração integrada, nomeadamente tapeçaria, cortinas e complementos de decoração. Neste nível cabe destacar dois salões específicos: o Club de Editores, que pela primeira vez contará com um espaço exclusivo e de acordo com a imagem e importância que a edição têxtil tem no mercado actual e o Salão de Contract. Este salão expõe as propostas de equipamento e decoração para estabelecimentos públicos e aparece integrado totalmente no sector de decoração, oferecendo a possibilidade dos visitantes acederem a este mercado de uma forma cómoda e económica. Com stands de dimensões reduzidas, decoração uniforme obrigatória e totalmente equipados, o expositor só poderá expor as suas amostras e catálogos. Um ambicioso plano de comunicação baseado no marketing directo e em revistas especializadas garantem a presença dos principais responsáveis de compras. Também será apresentada uma zona de tendências-contract.
Os têxteis-lar mais tradicionais estarão localizados no Nível 3. Serão 18.000 metros quadrados de exposição disponíveis para as empresas dedicadas à roupa de cama, banho, mesa e cozinha.
Quanto ao espaço «Calle das Tiendas», um projecto iniciado em 2002 e que recriará as ruas de diversas cidades, nas quais se poderão visualizar as diferentes montras de artigos têxteis e que mostrará ao visitante as últimas tendências das colecções do sector. Esta iniciativa teve um grande êxito na sua primeira edição, pelo que a Textilhogar volta a recriar este espaço. Cada montra mostrará as propostas de estilismo, assim como de ambientes, com elementos de decoração e mobiliário.
Por último, Textilhogar mantém o seu conjunto de desfiles, onde as mais inovadoras propostas se convertem num espectáculo. A moda para casa é a estrela, e os desfiles mostram, com impacto e de forma criativa, as novidades que se expõem na feira.
Paralelamente à feira, a Associação de Empresários Têxteis da Comunidade Valenciana (Ateval) organizou várias missões comerciais. Assim, 39 pessoas procedentes de países como Chile, Estados Unidos ou Rússia formarão parte do plano de visitas. A Ateval manifestou que este ano os principais esforços se concentram em contactar representantes dos países que irão incorporar a União Europeia.
Por outro lado, o Instituto Espanhol de Comercio Exterior (Icex) apoia a visita de 25 compradores e cinco jornalistas estrangeiros à Textilhogar. Os países de procedência dos compradores são os seguintes: Austrália, Chile, Estados Unidos, Hungria, Japão, México, Polónia, Rússia e Taiwan. No que diz respeito aos jornalistas os países de procedência são quatro: Estados Unidos, Hungria, Polónia e Reino Unido. A presença dos compradores e jornalistas na feira realiza-se no âmbito das missões inversas que fazem parte dos planos sectoriais desenvolvidos pelo Icex em conjunto com a «Home Textiles from Spain», com o objectivo de dar a conhecer a qualidade e o design da oferta produtiva espanhola de têxteis-lar e apresentar as suas novas colecções e propostas em decoração.