Início Notícias Marcas

A moda que nasce do guarda-chuva

Nasceu em maio último e, mais do que uma marca, pretende ser uma comunidade de moda que reduz o desperdício. Chama-se R-Coat e reaproveita guarda-chuvas estragados, dando-lhes uma segunda vida como peças de vestuário.

[©R-Coat]

A italiana Anna Masiello e a brasileira Yasmin Medeiros, de 28 e 30 anos respetivamente são as caras deste novo projeto de moda que dá vida ao lixo têxtil, entre os quais guarda-chuvas inutilizados, transformando-o em peças de vestuário com design ecológico e com qualidade.

Depois dos casacos leves, dos chapéus e dos calções feitos com o tecido de guarda-chuvas estragados e forrados com sobras industriais de tecidos no passado mês de maio, a R-Coat apresenta agora, ao mercado, a sua primeira coleção de inverno.

Intitulada Color Your Winter, a nova coleção apresenta propostas coloridas contrapondo os tons característicos da estação fria.

[©R-Coat]
Defendendo que «o futuro da moda é sustentável, colorido e feliz», as fundadoras defendem a circularidade sublinhando «que é uma arte» e que a «R-Coat está desta forma a trabalhar com a comunidade no sentido de reduzir o desperdício».

Para tal, a marca estabeleceu uma rede de pontos de recolha em Portugal e Itália, batizada Umbrella Heroes, nos quais os interessados podem entregar guarda-chuvas estragados, que serão posteriormente transformados em vestuário e acessórios. Até ao momento foram salvos mais de 1.250 guarda-chuvas partidos. «Com esta pequena ação, todos podem reduzir a própria pegada ecológica», sublinham as fundadoras.

A R-Coat pretende ser uma marca direcionada para as pessoas que gostam de moda, mas não descoram a sustentabilidade, e que acreditam que a mudança começa com as nossas próprias escolhas e ações. «Com criatividade e inovação, o lixo não existe», é com este fundamento que Anna e Yasmin querem provar que a circularidade pode ser o futuro da moda.