Início Notícias Marcas

A nostalgia da Grace Baby&Child

A marca para bebé e criança, que se caracteriza pelo conforto e pelos detalhes que provocam nostalgia, lançou a habitual coleção de natal para transmitir «serenidade», numa altura em que a segunda vaga da pandemia veio afetar o conceito de normalidade.

[©Grace Baby&Child]

«Todos sabemos que o Natal deste ano será um Natal diferente. Menos leve e despreocupado. Façamos um esforço e procuremos viver o que resta do ano com serenidade. Ainda que a vida esteja ligeiramente de pernas para o ar», afirma Ana Peixoto de Almeida, fundadora da Grace Baby&Child.

A mais recente coleção da marca, que possui artigos que vão dos zero aos 10 anos, inclui vestidos para as meninas, calções e camisas para os meninos que podem ser combinados com camisolas, casacos e gorros em tricots, tendo em conta o frio subjacente a esta estação do ano. Para além do conforto, da estética da Grace Baby&Child também fazem parte os detalhes e a qualidade. «Uma das características das peças da Grace são os detalhes vintage que nos levam a relembrar quando éramos pequeninos e as roupas que se faziam na altura. Vai muito buscar esta sensação de nostalgia, para além da qualidade dos materiais», explica Juliana Guiomar, relações públicas da marca. «As peças são sempre forradas o que é muito importante para os bebés e para as crianças, porque além de serem confortáveis têm um toque mesmo fabuloso», revela ao Portugal Têxtil.

[©Grace Baby&Child]
Ana Peixoto de Almeida criou a marca, em 2013, muito a pensar na vida familiar e também por ter ligações com o sector têxtil, começando por desenhar as primeiras peças, desenvolvendo, deste modo, a loja online e, posteriormente, em 2016, a loja física sediada em Braga.

Atualmente, a Grace Baby&Child, que se dedica ao design e à comercialização, conta com a colaboração de três pessoas. No que diz respeito à produção, os artigos são confecionados num raio inferior a 70 quilómetros. «[A marca] trabalha maioritariamente com produtores nacionais», destaca Juliana Guiomar, sublinhando ainda o cuidado com a escolha dos materiais. «Utilizamos algodão, ultimamente muito algodão orgânico. Agora no inverno também muito as malhas em tricot, depois tem algumas peças em fazenda», aponta.

Com uma quota de exportação de certa de 30%, a Grace Baby&Child está presente em lojas multimarcas quer seja em Portugal ou em mercados externos, como é exemplo a Itália, o Reino Unido e também os EUA.

Surpresa positiva

Com a pandemia e à semelhança do que tem vindo a acontecer com outros negócios, as vendas online do website da Grace Baby&Child cresceram significativamente. «Foi uma surpresa muito positiva para nós.

[©Grace Baby&Child]
Podemos dizer que tivemos muito bons números, principalmente de março a junho e, agora, também com esta nova coleção de outono-inverno, que foi lançada em setembro e, especificamente, a de Natal, que estamos a lançar esta semana e que também regista bons números», adianta a relações públicas da marca.

Embora na oferta predomine o vestuário, esta não constitui a única aposta da Grace Baby&Child, que propõe ainda outros segmentos de produto. «Temos também uma coleção de acessórios para o quarto das crianças e ainda toalhas de banho. A alcofa também é um produto que comercializamos, e que todos os anos vamos fazendo uma melhoria do produto», indica Juliana Guiomar. «Fazemos também parcerias com outras marcas, que temos disponíveis na nossa loja online, de sapatos, ou seja, produtos complementares à roupa – tanto calçado como acessórios de cabelo para as meninas», acrescenta.