Início Notícias Mercados

A prata da C&A em Portugal

A retalhista fundada em 1841 pelos irmãos Clemens e August Brenninkmeijer, em Sneek, na Holanda, abriu as portas do primeiro espaço comercial em território nacional corria o ano de 1991, com uma loja no CascaiShopping e, desde então, muitas outras se seguiriam. Há 25 anos em Portugal, a C&A assinalou as bodas de prata que a uniram ao país com um evento comemorativo que levantou também o véu à coleção outono-inverno 2016/2017 da marca.

Em comunicado, a C&A afirma que «democratizou a moda a nível europeu», sem por isso deixar de se adaptar «aos últimos estilos, tendências e necessidades dos consumidores com uma visão mais moderna e atual». E há 25 anos em território nacional, a marca já prepara o próximo quarto de século, com «muitos mais anos para comemorar».

«É com enorme orgulho que celebramos 25 anos da C&A em Portugal», afirma Domingos Esteves, diretor ibérico da C&A, sobre a marca que este ano também assinala o seu 175º aniversário. Domingos Esteves destaca ainda a atuação ecológica da marca e a sua «liderança mundial na utilização de algodão orgânico».

A retalhista produz anualmente mais de 500 milhões de unidades de vestuário e calçado para homem, senhora e criança, para clientes entre os 17 e os 70 anos, com três marcas principais – Canda, Yessica e Clockhouse – pensadas para grupos etários e perfis de consumidores em 21 países europeus (ver O segredo está no fit).

No seguimento da comemoração dos 25 anos e num ambiente dominado pelos elementos naturais, a marca apresentou também a coleção outono-inverno 2016/2017, uma linha repleta de texturas quentes, cores outonais e silhuetas confortáveis. «A coleção conta com uma abordagem fresca à cor, que esta temporada vê os tons terrenos mudarem para tons pastel gelados», revela ainda a marca sobre as propostas para a próxima estação fria.

Com mais de 1.575 lojas em mais de duas dezenas de países europeus e cerca de 35.000 colaboradores, a C&A Europa é uma das marcas de moda líderes no Velho Continente. De acordo com os dados da empresa, a C&A Europa recebe, por dia, «mais de dois milhões de clientes». A par das lojas em território europeu, a cadeia de moda está também presente no Brasil, México e China, assumindo-se como uma das maiores redes de retalho do mundo.

Em 2012, a C&A vendeu de 85 milhões de peças de algodão orgânico, 30% do total das receitas provenientes da venda de roupas em algodão. No ano seguinte, esse número subiu para 38%. Já em 2014 foi a empresa n.º1 do mundo no uso de algodão orgânico certificado pela Têxtil Exchange, tendo ficado em primeiro lugar na lista das 10 empresas que mais utilizam algodão orgânico.