Início Arquivo

A saúde é o mercado de futuro

Crime, montes de lixo, doenças, stress, medos – os prejuízos para a sociedade causados por estes factores são estimados num valor de mais do que 11676 biliões de Euros. Uma situação sem esperança? De acordo com professor Leo A. Nefiodow, a situação não é tão grave. Para o professor, o mercado de futuro é o sector de saúde e não só o tratamento das doenças mas todas as inovações que ajudam melhorar a saúde psicossocial. Segundo Leo A. Nefiodow a biotecnologia é a base para iniciar e orientar o próximo ciclo Kondratieff. Esta ideia vem da teoria das “ondas prolongadas” do investigador russo Nikolai D. Kondratieff que a desenvolveu durante os anos 20 e 30 no século passado. De acordo com esta teoria, ao lado dos ciclos curtos, há ciclos prolongados de crescimento e de diminuição nas economias capitalistas de ocidente. As razões para o crescimento, segundo Nikolai D. Kondratieff, são sempre inovações fundamentais que iniciam fases de grande produtividade. Quando o potencial destas inovações se esgota, segue-se uma fase de recessão até a próxima inovação básica. Segundo a teoria, o desenvolvimento da máquina a vapor, dos caminhos-de-ferro, a electrónica e o automóvel foram inovações fundamentais. O professor Leo A. Nefiodow, um seguidor desta teoria, está convencido de que a sociedade está no fim do quinto Kondratieff que foi dominado pela tecnologia informática. Para ele, a inovação que provavelmente vai originar o início do próximo Kondratieff é a área da biotecnologia e da saúde psicossocial. Leo A. Nefiodow está convencido de que estamos perto de uma nova fase de crescimento económico prolongado. No entanto, é importante reconhecer as inovações a tempo e aproveitar o seu potencial completamente, por exemplo, através de investimentos e dinheiro para a investigação. Segundo este estudioso, “crescimento e emprego elevado só existem nos sectores que estampam um ciclo. Especialmente o tempo entre dois Kondratieffs é muito exigente para a política e para a economia, porque é acompanhado por uma reorganização completa da sociedade”. Por isso é importante estabelecer uma nova infra-estrutura, novos tipos de emprego e redireccionar dinheiro para a investigação para aproveitar o potencial do novo Kondratieff.