Início Notícias Vestuário

A sustentável leveza da Hode Studio

A marca de vestuário e acessórios nacional Hode Studio, que tem como pilares a sustentabilidade, o design intemporal e as técnicas de trabalho artesanal, conta apenas uma coleção, mas a partir da região algarvia já se espraiou para todo o país.

Isabela Gonçalves sentiu a necessidade de «oferecer ao mercado uma marca alternativa, com consciência ética e ambiental», por considerar que este tipo de oferta ainda é reduzido, «especialmente no contexto nacional», como explica a fundadora da Hode Studio ao Portugal Têxtil.

A marca, lançada em setembro último, oferece, na seleção dedicada ao outono-inverno 2016/2017, vestuário e acessórios femininos que procuram estar em sintonia com o meio ambiente não só em termos de produção, mas também no que à estética – clean e harmoniosa – diz respeito. «Todos os nossos tecidos são 100% algodão orgânico, com certificação GOTS [Global Organic Textile Standard]», atesta Isabela Gonçalves.

A linha de vestuário privilegia o denim, a flanela, o rib de algodão e o veludo, enquanto a gama de acessórios explora a técnica da empreita algarvia, em que o material predominante é a folha de palma. «A coleção alia o artesanato ao design contemporâneo e é essa a filosofia estética da Hode Studio: combinar a beleza das técnicas ancestrais com o design contemporâneo numa atmosfera de influências minimalistas», revela a fundadora da marca, que mantém uma estreita ligação com o projeto TASA – Técnicas Ancestrais Soluções Atuais (que visa preservar e divulgar o artesanato algarvio) –, trabalhando com artesãos locais no desenvolvimento das coleções.

Com um leque de preços que vai dos 40 euros para um chapéu até aos 275 euros para um casaco, a experiência de vendas da Hode Studio divide-se pelos canais off e onine, com um portal de comércio eletrónico e um showroom em nome próprio, em Loulé. «Nos dois meses desde que a marca foi fundada oficialmente, Portugal é o melhor mercado, representando cerca de 70% das vendas», refere Isabela Gonçalves ao Portugal Têxtil, enumerando ainda encomendas online provenientes de países como a Alemanha, a Holanda e a Espanha.

Considerando o apelo além-fronteiras, uma das maiores ambições da Hode Studio é a internacionalização. «Existem várias ideias e objetivos para o futuro, o maior objetivo será conseguir internacionalizar a marca com foco nos países nórdicos», afirma a fundadora, que sublinha ainda a vontade de «estabelecer eventuais parcerias com marcas ou pessoas que representem a mesma filosofia que a Hode Studio» e a de «alargar a oferta a outras gamas de produtos».