Início Arquivo

Adidas aposta no crescimento dos negócios

Apesar da difícil conjuntura internacional, agravada pela guerra no Iraque, a segunda maior empresa mundial de artigos de desporto, logo atrás da Nike, revelou recentemente estar a prever um crescimento dos resultados em 2003. Segundo um responsável do grupo Pdg, citado num artigo do Journal du Textile, a Adidas-Salomon prevê aumentar, no ano em curso, o seu volume de negócios e a rentabilidade, em todos os mercados mundiais em que está presente. O grande objectivo da empresa é, segundo o mesmo responsável, alcançar a primeira posição nos artigos de desporto ao nível mundial, dado que a diferença de 3 mil milhões de euros para a Nike, do grupo Ndlr, é considerada recuperável. Assim, nos próximos três a cinco anos, a Adidas traça como meta os 20% de quota de mercado na América do Norte, onde detém actualmente 12%, além de pretender tornar-se líder em dois outros mercados estratégicos, a China e o Japão, devendo o Campeonato do Mundo de futebol feminino, a realizar-se este ano na China, desempenhar um papel importante, tendo em conta que a Adidas é um dos principais patrocinadores desta competição. Em 2002, a Adidas-Salomon atingiu um volume de negócios de 6,5 biliões de euros (mais 6,7% do que em 2001), tendo os resultados antes de impostos sido de 390 milhões de euros, um crescimento de 3,7% em relação ao ano anterior. Para 2003, a empresa alemã pretende aumentar as vendas mundiais em 5%, o que deverá correponder a um acréscimo de 10% a 15% nos lucros.