Início Arquivo

Afirmação e crescimento na edição In’nova 2004

Feira internacional para a fileira casa e tendênciaslifestyle, aIn’Nova, apresenta um novo conceito, em que toda a fileira casa está em exposição numa única feira, com a selecção das melhores empresas fabricantes. Realizada pela FIL/Associação Industrial Portuguesa (AIP, conta com o apoio do Programa de Incentivos à Modernização da Economia (PRIME) e de parceiros como o ICEP Portugal e as associações dos diferentes sectores representados na feira, como por exemplo, a Associação Nacional das Indústrias de Tecelagem e Têxteis Lar (ANITLAR), sofreu uma alteração de datas e terá lugar de9 a11 Setembro, na FIL, em Lisboa.

Diversificando e explorando novos canais de distribuição e mercados que procuram e reconhecem o valor acrescentado dos produtos, a In’Nova contribui para a afirmação e internacionalização da imagem de excelência na fileira casa.

Com periodicidade anual, foi criada para ser um evento internacional representativo de vários sectores: têxtil, cerâmica, vidro, cristal, metais, cutelaria, e mobiliário. Disponibilizando uma oferta global e diversificada, a In’Nova está a responder directamente às actuais necessidades dos compradores.

A missão da In’Nova é promover as empresas e os produtos no mercado mundial da fileira casa, sendo uma plataforma de negócio para os grandes compradores internacionais e atraindo visitantes de todos os continentes e de mercados não tradicionais. Pretende fortalecer a ligação entre design e indústria e conseguir uma maior visibilidade nosmedia internacionais da especialidade.

No âmbito da sua estratégia de crescimento e afirmação, a organização aposta no aumento do número de expositores e de visitantes. Mantendo um perfil de visitantes muito abrangente, pretende atrair novos tipos de compradores nos mercados tradicionais e consolidar a ligação com compradores de mercados não tradicionais.

Os sectores definidos são: «In’textile», com têxteis para casa, incluindo produtos para mesa e cozinha, «In’table», com produtos para a mesa, cutelaria, artigos em cerâmica, porcelana, faiança, terracota, grés, prata, vidro e cristal, «In’kitchen», com utensílios para cozinha e copa em cerâmica, faiança, terracota, grés, vidro, metal e plástico e «In’living», com produtos e acessórios para a casa, iluminação, pequeno mobiliário, mobiliário de apoio, presentes e artigos decorativos

A organização disponibiliza uma série de serviços ao expositor, como por exemplo, seminários sobre design e orientação estratégica, que consistem em sessões com influenciadores mundiais de tendências,art directors,design managers e compradores internacionais, que visam fornecer informação relevante às empresas expositoras, e serviços de apoio ao desenvolvimento de novos produtos, serviço de design de produto, design de comunicação edisplaying, prestado por uma bolsa de colaboradores, no período pré-feira e durante a feira.

Dando especial atenção ao design, inovação, tendência, a In’Nova apresenta um espaço destinado a novas empresas e novas marcas expositoras, o «In Side», instalações de tendência concebidas por designers de renome internacional, com a designação «Designscapes», uma área dedicada a experiências de inovação em resultado da colaboração entre empresas expositoras e estúdios de design, «On Process», e uma área dedicada à concepção e desenvolvimento, em parceria com escolas de design e empresas expositoras, de novos produtos viáveis para produção industrial, «Finder». Também serão organizadas exposições convidadas, para apresentação de novos produtos e conceitos por parte de empresas e organizações parceiras da In’Nova.

Relativamente à primeira edição, em 2003, estiveram presentes compradores de 38 países tão diversos como a Andorra, Angola, Moçambique, África do Sul, Austrália, Brasil, Canadá, China, Índia, Emiratos Árabes Unidos, México, Finlândia, Israel, Japão, Coreia do Sul, Marrocos, Cabo Verde, Bósnia Herzegovina, Hungria, Republica Checa, Eslovénia, Estónia ou Rússia, para além de mercados tradicionais como a Suécia, Dinamarca, Noruega, Áustria, Suiça, Bélgica, Grécia, Holanda, Alemanha, Itália, França, Espanha, EUA ou Reino Unido.

Um dos pontos fortes assinalados relativamente à In’Nova 2003 foi a visibilidade na imprensa especializada. Visitada por mais de 80 jornalistas estrangeiros da imprensa especializada detrade,lifestyle edesign, tendo acreditado representantes de revistas como a «Walllpaper», «Surface», «Interni», «Intramuros», «Elle Decoration», «Marie Claire Maison», «Nuevo Estilo», «HFN», «Homeworld» ou «Brava Casa».