Início Arquivo

Americanos abrem a carteira

Os consumidores americanos planeiam gastar mais em jeans, mochilas e computadores portáteis nesta época de regresso às aulas, com mais crianças a frequentar a escola. Os pais voltam a repor os stocks após terem reduzido as compras no ano passado. E os preços do vestuário aumentam, segundo a National Retail Federation (NRF). Os pais ainda estão preocupados com a fraca economia, mas sentem que precisam de se reabastecer após terem reduzido as compras no ano passado, refere a NRF, que conclui que mais crianças irão entrar na escola primária e no segundo ciclo de estudos este outono. As famílias com crianças no infantário até ao 12.º ano deverão gastar em média 688,62 dólares (cerca de 570 euros) em artigos de regresso às aulas este ano, em comparação com 603,63 dólares no ano passado, segundo o estudo de regresso às aulas revelado pela NRF. «As pessoas colocaram algumas destas coisas de lado o máximo de tempo possível», afirma o presidente e CEO da NRF, Matthew Shay, acrescentando que as vendas de regresso às aulas têm estado estagnadas nos últimos dois anos. «Isto não é discricionário, é obrigatório», sublinha. O esperado aumento do consumo irá dar algum alento aos retalhistas americanos, que contam com a segunda maior época de vendas do ano para um muito necessário crescimento do negócio, após meses de monotonia numa economia americana praticamente estagnada. Apesar de os consumidores americanos terem a intenção de gastar mais, as lojas terão de trabalhar para os atrair, uma vez que os pais planeiam comprar com descontos e reduzir as atividades extracurriculares das crianças. Cerca de 84,8% dos pais com crianças em idade escolar afirmam que o estado da economia irá, de alguma forma, afetar os seus planos de consumo, uma ligeira descida dos 86,1% do ano passado. Um número mais elevado de americanos conscientes dos preços planeia fazer mais compras de regresso às aulas através do canal on-line. Cerca de 17,9% dos inquiridos revelaram que planeiam comprar on-line mais vezes esta época, em comparação com 15,3% no ano passado. Muitos estão também mais inclinados para fazer comparações nas compras on-line, refere Shay. Cerca de 32,1% dos inquiridos planeiam comparar as compras on-line, em relação a 29,8% no ano passado. Os pais preveem gastar em média 246,10 dólares em vestuário e 217,88 dólares em eletrónica este ano, um aumento em comparação com as estimativas de 220,60 dólares em vestuário e 189,51 dólares em eletrónica no ano passado. Os pais estão também a planear gastar com filhos mais velhos. Os estudantes universitários e suas famílias deverão desembolsar em média 907,22 dólares em tudo, desde mobiliário para o dormitório a eletrónica e artigos de higiene pessoal, em comparação com 808,71 dólares no ano assado, de acordo com o estudo de regresso à universidade de 2012 publicado pela NRF. O consumo total de regresso à universidade deverá atingir os 53,5 mil milhões de dólares, com o total do consumo de regresso às aulas a chegar aos 30,3 mil milhões de dólares. No conjunto, o regresso às aulas é o segundo maior evento de consumo para os retalhistas norte-americanos, apenas atrás das festividades de Natal O estudo foi levado a cabo pela BIGinsight para a NRF, com uma sondagem a 8.509 consumidores realizada de 2 a 9 de julho.