Início Arquivo

AMTAC está contra possível acordo com o Vietname

O possível acordo comercial entre os Estados Unidos (EUA) e o Vietname foi fortemente condenado pela American Manufacturing Trade Action Coalition (AMTAC), que o classificou como «desastroso» para indústria têxtil norte-americana. Este acordo bilateral com os EUA abre o caminho para a entrada do Vietname na Organização Mundial de Comércio (OMC). Este acordo prevê a diminuição nas taxas alfandegárias entre os dois países e a eliminação das quotas alfandegárias norte-americanas ainda em vigor sobre a entrada de produtos têxteis e de vestuário com origem no Vietname. Como parte do acordo, o Vietname deverá descartar um plano governamental de 4 mil milhões de dólares que tinha por objectivo fomentar a sua indústria têxtil e de vestuário. Praticamente metade das exportações vietnamitas com destino aos EUA são compostas por têxteis e vestuário, as quais registaram uma subida significativa dos 49 milhões de dólares em 2001 para os 2,9 mil milhões de dólares em 2005. De acordo com o director-executivo da AMTAC, Auggie Tantillo, «Este acordo é um desastre para a indústria dos EUA em geral e para a indústria têxtil e de vestuário em particular». «Este acordo está destinado a ser semelhante ao desastroso padrão comercial que os EUA desenvolveram com a China. Devido às vantagens promovidas pelo Estado chinês, os seus produtores não demonstraram qualquer consideração pelas empresas norte-americanas no nosso próprio mercado. De forma impensável, acabamos de aprovar um acordo que vai permitir ao Vietname fazer a mesma coisa». Para que o acordo entre em vigor, o Congresso dos EUA deve votar a concessão do Vietname ao estatuto de «país favorecido permanente». A AMTAC referiu que vai apelar ao Congresso para rejeitar a concretização do possível acordo.