Início Arquivo

Aniversário de ouro

O som característico da fita de velcro a ser separada ecoou na semana passada nas ruas para marcar meio século desde que a marca foi registada nos EUA. Actuais e antigos funcionÁrios da Velcro USA alinharam-se durante mais de 1,5 km para separarem 20 cm das famosas fitas de velcro da empresa. Lorraine Thiem, que se reformou após 27 anos, foi uma das participantes no evento. Deixou a empresa hÁ 13 anos mas ainda sente orgulho quando vê um produto Velcro. Penso “contribui para fazer isto”», revelou. é simplesmente fantÁstico». A conhecida fita tem a sua raiz na Mãe Natureza – o engenheiro suíço George de Mestral criou o produto nos anos 40 após ter estudado plantas arctium que se agarraram ao pêlo do seu cão e às suas calças de lã durante um passeio pelos bosques. Baptizou a sua invenção de Velcro, uma combinação entre “velour” e “crochet”, as palavras francesas para veludo e gancho. A produção começou em França, mas em 1958 as operações administrativas e de produção foram deslocalizadas para Manchester, nos EUA, onde as fÁbricas têxteis contavam jÁ com uma longa história. Desde então, o produto tem sido usado em diversas aplicações, desde as mais bÁsicas às de mais alta tecnologia, em diversos produtos, desde sapatilhas e fraldas até equipamento para astronautas e militares. Apesar dos produtos com Velcro serem tão omnipresentes que o nome da empresa é praticamente sinónimo deste tipo de fita, a patente do Velcro expirou em 1978, permitindo aos concorrentes como a 3M inserir-se neste mercado. Mas a Velcro mantém-se a principal empresa do ramo», afirma a presidente Joan Cullinane. Para qualquer lugar para onde olhe, o nosso produto é usado. Durante um dia, provavelmente toca-o 10 vezes em 10 aplicações diferentes. Lideramos um mercado muito significativo». A Velcro USA tem 600 funcionÁrios em Manchester e Somersworth, assim como uma unidade de produção no México, um centro de armazenamento e distribuição no Arizona e uma dependência de marketing e comercialização no Michigan. Nos últimos anos, a empresa expandiu-se para a indústria da construção, com produtos que visam tornar mais fÁcil erigir paredes e assentar o chão. Em 1987, um responsÁvel da empresa disse a um jornalista que a Velcro estava a trabalhar numa versão silenciosa da sua fita, mas Cullinane recusou-se a comentar os desenvolvimentos para esse objectivo. Não posso falar disso», afirmou, ressalvando no entanto que é uma boa questão».