Início Notícias Marcas

As ligações da +351

As chamadas para Portugal a partir do Brasil poderiam muito bem ter sido o mote para o nome da marca fundada por Ana Penha e Costa. Mas o que levou a designer portuguesa a transformar o indicativo +351 em nome foi a qualidade da indústria têxtil e vestuário nacional.

A viver e a estudar no Rio de Janeiro, com passagens pela Billabong e pela Osklen, Ana Penha e Costa juntou dois mais dois: a vontade de criar uma marca própria e o reconhecimento da qualidade do “made in Portugal”. A ideia brotou na cidade carioca, mas foi Lisboa que a viu florir – muitas das peças exibem, com orgulho, o slogan “designed in Lisbon”, tal como o letreiro luminoso da loja, que este ano abriu portas na capital.

«Queria fazer roupa 100% portuguesa e o nome pareceu-me óbvio, é o indicativo de Portugal, graficamente resulta muito bem e qualquer pessoa consegue lê-lo e dizê-lo em qualquer língua», explica Ana Penha e Costa ao Portugal Têxtil. Na verdade, a marca +351 tem recebido, sobretudo, chamadas internacionais. «Vendemos muito a estrangeiros», revela a designer.

As propostas da marca de vestuário abordam com um maior enfoque o universo feminino, do beachwear aos vestidos de festa, passando pelas bestsellers t-shirts. Contudo, o guarda-roupa masculino não foi esquecido e, nos cabides físicos e digitais da +351, há também boardshorts, t-shirts, calças e camisas para homem. O leque de preços viaja entre os 45 e os 145 euros e, na opinião de Ana Penha e Costa, o público-alvo da marca pode ser apresentado como uma «tribo que se identifica com o lifestyle da +351».

A inspiração, como conta a designer ao Portugal Têxtil, vem do seu quotidiano, do estilo de vida das pessoas que vai conhecendo e, do imaginário ao real, o algodão é o material privilegiado. «Adoramos fazer tinto em peça», acrescenta.

A confeção é realizada no norte do país porque, para Ana Penha e Costa, o maior orgulho é «tudo ser feito em Portugal» – foi assim que quis, desde o primeiro momento.

Para além do espaço físico, situado no número 18 da Rua Poiais de São Bento, em Lisboa, a marca vive entre moradas digitais, do website oficial às redes sociais, e vende em lojas selecionadas, como The Feeting Room, Cais à Porta em Aveiro, o espaço comercial do Museu Serralves, o hotel The Oitavos, em Cascais, a Barbour em Lisboa ou a Target no Algarve. A +351 está ainda à venda na plataforma online americana Tictail Store, que recentemente abriu uma loja em Nova Iorque e integrou a marca no novo espaço de Orchard Street.

Em Lisboa, a loja da +351 vai ser também uma espécie de galeria de arte – todos os meses vão estar expostos trabalhos de artistas portugueses.

Já no horizonte da marca nasce a expansão além-fronteiras. «Concorremos ao Portugal 2020 para a internacionalização da +351. Por isso, vamos cruzar os dedos!», antecipa Ana Penha e Costa.