Início Destaques

Até setembro!

De olhos postos no verão, é altura de por em dia as leituras que se foram perdendo desde janeiro. A equipa do Portugal Têxtil/Jornal Têxtil vai a banhos refrescar as ideias, mas volta em setembro cheia de novidades.

Até setembro, o sol convida a uma viagem ao que de mais relevante aconteceu em 2019, até à data, na indústria têxtil e vestuário, aquém e além-fronteiras.

Janeiro começou em grande para a ITV portuguesa, com o têxtil-lar a dar provas em mais uma edição da Heimtextil, nomeadamente através de empresas como a Lameirinho , a Marizé, a Rosacel, a Nosdil, a Foot by Foot ou a Traços Singelos.

Mas não foi apenas o sector dos têxteis-lar que somou pontos lá fora. No segmento dos têxteis técnicos, Portugal arrecadou três dos cobiçados prémios de inovação da Techtextil, premiando a Universidade da Beira Interior, a Tintex e a Sedacor/Têxteis Penedo.

Deixando de ser uma tendência e emergindo como uma necessidade, a sustentabilidade uniu o retalho contra o plástico e motivou gigantes como a H&M e a Inditex a alargarem os seus compromissos ecológicos. E, apesar de a indústria da moda ainda estar longe de ser circular, várias marcas nacionais, como a Salsa, Just.O, Baseville ou Kalium, têm se esforçado para que tal se concretize. É também o caso de empresa portuguesas como a JF Almeida, a RDD, a Pizarro e a Moretextile. A abrir e a fechar a iTechStyle Summit 2019, a ecologia foi também protagonista do evento organizado pelo Citeve.

A guerra comercial também deu que falar e não deixou a indústria da moda de lado, influenciando os preços dos lados chinês e norte-americano e, consequentemente, a produção das empresas norte-americanas deslocou-se para destinos como o Vietname, com o setor do algodão a ser o mais afetado.

2019 serviu também para compreender que o “made in Portugal” está na moda e não  apenas para o private label. No geral, o mundo da moda, dentro e fora de portas, também passou por grandes mutações, com a indústria a despedir-se do kaiser da moda, Karl Lagerfeld, para mais tarde Pierre Cardin começar a preparar a sua sucessão e Rihanna ter revolucionado a moda de luxo. A moda portuguesa, que se uniu para se apresentar em Paris, também deu que falar em Itália, com Miguel Vieira e Alexandra Moura a estrearem-se no calendário oficial da semana de moda masculina de Milão. Já o universo infantil desfilou pela primeira vez no Portugal Fashion e na Pitti Bimbo.

Entre várias inovações, das fibras, passando pelas malhas e tecidos e pela estamparia digital, finalizando nos revestimentos e acabamentos, 2019 já fica marcado pelo nova fiação de linho 100% natural que chega a Portugal pela mão da Polopique e também pela nova administração da Tearfil.

Entre banhos de sol e de mar, o verão poderá servir também para antever os próximos tempos, entre os desafios da cadeia de aprovisionamento mundial, os desejos dos consumidores, as propostas para os materiais, as tendências na moda para senhora , homem e criança.

As feiras internacionais fazem também inevitavelmente parte do futuro da ITV nacional, com o arranque a dar-se já na próxima semana com o salão de moda One Magic. Em setembro, o calendário será bem preenchido pela CPM, a Gallery Shoes, a Texworld Paris, a Munich Fabric Start e a Première Vision Paris – que este ano irá focar-se no sportswear – e em outubro Marrocos acolher mais uma edição da Maroc in Mode.