Início Arquivo

ATP e CENESTAP promovem o benchmarking nas empresas

A Associação Têxtil e Vestuário de Portugal (ATP) e o Centro de estudos Têxteis Aplicados (CENESTAP) organizam umasessão de apresentação pública dos «Indicadores de Gestão e Benchmarking das Empresas Têxteis e de Vestuário», no próximo dia 29 de Novembro, pelas 17:15h, no Citeve, em Famalicão.

O trabalho realizado pela ATP e pelo CENESTAP é apoiado pelo PRIME e vem cobrir as lacunas identificadas no sector têxtil e vestuário, conforme as necessidades referidas no Plano Estratégico das duas entidades. Este projecto teve como origem a consciência da necessidade de preparar as empresas do sector da ITV para o aumento do nível da competitividade e produtividade, como forma de poder responder à liberalização do comércio mundial prevista para 2005 e resultou num estudo pioneiro no sector, constituído pelo «Guia dos Principais Indicadores de Gestão das Empresas Têxteis e de Vestuário», que estabelece os principais indicadores de gestão, sem os quais não é possível a prática de benchmarking e pela realização de acções-piloto e de benchmarking, de modo a detectar, analisar e disseminar as melhores práticas das empresas do sector ao nível do processo, da performance e da estratégia.

Na última década assistiu-se ao nascimento de uma nova abordagem de planeamento estratégico, o benchmarking , que constitui uma ferramenta de gestão que, por meio de análise, comparação e adaptação de produtos, serviços e práticas empresariais, pretende identificar os melhores exemplos, aprendendo com as suas práticas e levando as organizações a alcançar um nível de superioridade e/ou vantagem competitiva.

A Pamesa Consultores foi a entidade convidada pela ATP para elaborar um guia prático, e resultou de um trabalho de campo que abrangeu 390 empresas têxteis e de vestuário. O guia ajuda as empresas a ter uma atitude proactiva, permitindo a sua auto-avalição e possibilitando a cada momento a recondução da sua linha de desenvolvimento e modernização. Possibilita também a definição das estratégias mais adequadas à melhoria tecnológica, da competitividade e da produtividade. É composto por um conjunto de manuais, relacionados com os subsectores da toda a fileira têxtil, fiação, tecelagem, tricotagem, enobrecimento, confecção de malha e confecção não-malha. Identifica, define e caracteriza os indicadores de gestão mais apropriados a cada uma das actividades, tendo por referência os dados dos últimos dois anos.

Paralelamente, o CENESTAP realizou acções-piloto em 40 empresas de ITV, consideradas as mais representativas do sector têxtil e de vestuário, que visaram, de uma forma sistematizada, detectar, analisar e dar a conhecer as melhores práticas das empresas da ITV, ao nível do processo, da performance e da estratégia. A partir das acções piloto foi elaborado um relatório global em que, por cada subsector e área, se indica qual a situação actual, referindogaps e factores-guia, e quais as medidas a adoptar de forma a corrigir os desvios face à concorrência.

O programa é o seguinte: 17:00h, Recepção; 17:15h Abertura, por Paulo Nunes de Almeida, presidente da ATP e Gaspar Sousa Coutinho, presidente do CA do CENESTAP; 17:30h, Apresentação do «Guia dos Principais Indicadores de Gestão das Empresas Têxteis e de Vestuário» por Eduardo Pereira, Carlos Ramalho e Pontes Bento, da Pamesa Consultores; 18:00, «A Importância do Benchmarking na ITV», por Manuel Teixeira, director-geral do Cenestap e «A Utilização Prática do Benchmarking pelas Empresas», por Siza Vieira, também do Cenestap; 18:30h, encerramento, com Maria José Brito, administradora do ICEP/IAPMEI.

No final do evento será entregue, gratuitamente, o «Guia dos Principais Indicadores de Gestão das Empresas Têxteis e de Vestuário».

Para mais informações contactarTeresa Santos da ATP, através do email teresa.santos@atp.pt, ou do telefone 225074250.