Início Notícias Marcas

B-Mum socorre mães e bebés

A celebrar um ano de vida, a marca B-Mum, criada por Mónica Ferreira, apresenta soluções diferenciadoras a questões ligadas à segurança e bem-estar dos bebés. O seu principal produto, a Safety Baby Bed, pretende prevenir a morte súbita.

A ideia nasceu quando Mónica Ferreira estava grávida, momento em que se deparou com o que diz terem sido «dificuldades» na passagem de informação, por parte dos profissionais de saúde, acerca da morte súbita. «Foi algo que me suscitou alguma preocupação. Como li bastante sobre o assunto e não consegui encontrar nada que colmatasse a 100% todas as minhas inquietudes enquanto mãe, e pelo conhecimento de alguns casos de pessoas próximas, decidi avançar com o projeto», explica ao Portugal Têxtil, a sócia-gerente da B-Mum.

Foi na recente edição do Modtissimo (ver Modtissimo prepara crescimento), que decorreu de 26 a 27 de setembro na Alfândega do Porto,  que a marca apresentou o seu principal produto, a Safety Baby Bed, que surge no seguimento de um problema existente em bebés, nos primeiros meses de vida, que é o abafamento durante o sono, um dos fatores de risco da Síndrome de Morte Súbita.

Para crianças dos 0 aos 4 anos, este é o principal produto da B-Mum, que pretende «trazer soluções práticas e ligadas à segurança, para pais e mães, para uma maior tranquilidade», resume Mónica Ferreira. «Apresentar soluções diferenciadoras relativamente a algumas questões que consideremos úteis e estejam ainda por colmatar» é o principal desígnio da marca.

Mas como funciona o Safety Baby Bed?

Trata-se de um sistema de segurança sob a forma de lençóis de cama de grades cujo design evita que o bebé deslize durante o sono, reduzindo assim o risco de abafamento pelos lençóis, uma vez que cerca de 16% a 22% dos bebés vítimas de morte súbita apresentam a cabeça coberta por roupa de cama.

«Os bebés, nos primeiros meses de vida, não têm bem desenvolvido o reflexo de defesa, nem a perceção de obstrução. Muitas vezes não há passagem da informação ao cérebro a dizer que ele está obstruído e que tem que se defender», conta a empresária.

Inicialmente, o produto foi desenvolvido em parceria com «pessoas que tinham mais facilidade na confeção mais caseira» e alguns protótipos foram aperfeiçoados à medida que eram experimentados. «Algumas mães experimentaram o sistema, que fomos aperfeiçoando através desses feedbacks», acrescenta Mónica Ferreira.

Mais produtos e mais mercados

Tendo sido criada em 2016, a B-Mum só começou efetivamente a operar em setembro de 2017 e conta com já algumas conquistas. «Estamos a ser recomendados em 43 centros de saúde e já estamos à venda em farmácias. O Hospital de Guimarães acompanhou muito o desenvolvimento deste projeto, assim como o Citeve, a Universidade Lusíada e a Cespu», adianta Mónica Ferreira.

Atualmente, Portugal é o principal mercado da B-Mum, mas o objetivo é ir mais longe, nomeadamente para mercados como Espanha, Itália, Reino Unido e África do Sul. «Estamos com boas perspetivas futuras para internacionalização», assegura a sócia-fundadora.

A produção da Safety Baby Bed é feita em parceria com uma confeção e a B-Mum, num ano, chegou a 40 lojas a nível nacional. Antes da participação no salão de moda nacional, a B-Mum marcou presença na Kind + Jugend, em Colónia, onde o feedback foi «bastante positivo». Além da Safety Baby Bed, a marca tem vindo a apresentar alguns protótipos, «numa fase muito inicial», de roupas facilitadoras de amamentação. «Para já temos estes dois produtos e o foco é, sem dúvida, a Safety Baby Bed porque é esse que traz a segurança aos bebés. O número de mortes tem reduzido bastante porque tem havido um grande investimento na prevenção e é só sobre isso que nós podemos atuar», destaca Mónica Ferreira.