Início Notícias Marcas

Barn of Monkeys, a contadora de histórias

Há uma nova marca no universo português da moda infantil. A primeira coleção da Barn of Monkeys foi apresentada ao mundo em junho e tem como inspiração a obra “A volta ao mundo em 80 dias” de Júlio Verne.

A designação traduz o espírito criativo da marca, que se apresenta como um laboratório de ideias que traduz as mesmas em vestuário para crianças dos dois aos 16 anos. «É como se fosse um laboratório e nós fossemos os macaquinhos. Estamos todos a trabalhar num conceito. É um celeiro criativo, onde estamos todos a “brincar”, mas, ao mesmo tempo, a criar», explicou David Pinto, o designer da marca, ao Portugal Têxtil.

Fruto de um desejo antigo de criar uma marca, a Barn of Monkeys – que está ligada a uma empresa de confeção portuguesa que trabalha com insígnias de luxo mas que a marca prefere manter no anonimato, uma vez que o projeto é independente – lançou a sua primeira coleção, para a primavera-verão 2018, em junho, na Pitti Bimbo, pautada pelos valores que a norteiam: sustentabilidade, linhas retas, cores claras, conforto e, como inspiração, uma história.

Com um forte significado simbólico, “A volta ao mundo em 80 dias” foi a base. «É o início da nossa viagem: a partida e o crescimento pelo mundo», justificou Cláudia Senra, responsável de negócio e expansão. Um périplo que se faz por terra, mar e ar, à imagem da personagem de Phileas Fogg, e bebe inspiração em locais tão díspares como Londres, Bombaim, Japão e São Francisco. «O lema da coleção é “Demand the impossible”, ou seja, é um desejo que parece impossível mas não é, vamos torná-lo realidade», revelou Cláudia Senra.

“Barn of Monkeys, stories that you wear” é o mote da marca, que promete continuar a contar histórias de forma didática e divertida. «Não vamos ficar presos à literatura, mas gostamos sempre de transmitir conhecimento e criar um contexto interessante para as crianças, para elas terem o desejo de investigar e perceber um bocadinho mais sobre temas que não são muito falados hoje em dia. Estivemos a falar do caminho para a próxima coleção e já estamos inspirados numa outra história», adiantou a responsável de negócio e expansão.

As primeiras reações à Barn of Monkeys, que numa primeira fase será distribuída em retalhistas multimarca, têm sido «bastante positivas», pelo que a ambição é levar a marca para várias latitudes diferentes, «mas temos de ter um crescimento sustentável», afirmou Cláudia Senra. «Vamos começar pela Europa. Acreditamos que os mercados que estão mais preparados para receber a nossa coleção são os mercados nórdicos, dada a visão, os materiais e o estilo. Depois da Europa, onde nos vamos concentrar agora, iremos para o Japão, porque já tivemos um feedback muito positivo, e depois para os EUA. Portanto, um continente de cada vez», confessou ao Portugal Têxtil.