Início Arquivo

Bershka desenvolve-se na Benelux

O grupo espanhol Inditex começa a posicionar a sua marca Bershka nos principais locais dos países da Benelux. Em Maio de 2002 e Janeiro de 2003, a Bershka instalou o seu conceito de moda feminina jovem primeiro em Hasselt, depois em Maastricht, marcando assim a vontade do grupo de continuar o seu desenvolvimento em função das disponibilidades imobiliárias. Entretanto, no Inverno de 2002/2003 aumentou o seu conceito de colecção, alargando-o aos jovens rapazes. Os pontos de venda tiveram assim a oportunidade de desenvolver as suas superfícies na rua Neuve em Bruxelas e em Liège, para colher as duas linhas no final de 2002. A montra da rua Neuve impressiona. A apresentação é parecida com a da Zara, digna das mais prestigiadas lojas. Quatro silhuetas femininas à direita da entrada e duas masculinas à esquerda, são misturados com elementos de design. No primeiro andar, uma dezena de manequins, raparigas e rapazes, animam a montra sobre uma abertura de cerca de quase dezassete metros. A impressão do espaço e a apresentação cuidada prolonga-se até ao interior da loja. O chão é em madeira clara, alternada com um solo metálico, que assinala os “corners” dos produtos. Os “pufs” cor-de-laranja lembram uma sala dos anos 70. A moda proposta visa uma juventude livre, feliz, desportiva e de bem com o seu corpo. As propostas, onde as peças base e os jeans combinam para qualquer parte do dia e não importa para que actividade, são apresentadas de maneira a fazer sonhar com os momentos mais agradáveis da vida. Para ambos os sexos, a oferta, qualificada de «mediterrânica» por Luis Lara, director de comunicação, é composta por peças de vestuário justas ao corpo, com a excepção das calças largas. As cores, os tecidos, os motivos colocados nas t-shirts e os aspectos desnudados são a prova da originalidade e combinam com a frescura e delicadeza, evitando o habitual estilo das modas sexy. Recorde-se que a seguir à Zara, a Bershka é a marca mais dinâmica da Inditex, com um crescimento de 48 por cento em 2002, representando 7,5 por cento das vendas totais, e possuindo 197 lojas.