Início Notícias Marcas

Biquínis da Type mais amigos do ambiente

A marca portuguesa de swimwear está a lançar uma coleção limitada de quatro versões do biquíni Greta produzidas com restos de coleções anteriores, que são transformados em novas matérias-primas. Uma proposta adicional para a primavera-verão 2021, dedicada à vingança das restrições provocadas pela pandemia.

[©Type]

O biquíni Greta apresenta-se, nesta versão mais amiga do ambiente, em quatro versões com cores diferentes: cor de rosa escuro com cor de laranja; amarelo canário; verde água com verde seco; e rosa velho com bordeaux.

De acordo com a marca, que é desenhada e produzida em Portugal, os modelos são feitos com desperdícios de tecido provenientes do corte de coleções anteriores. «Desta forma é possível reciclar o tecido que (de outra forma) iria para o lixo, dando-lhe uma nova vida», explica em comunicado, acrescentando que «para este aproveitamento são criados pequenos “esparguetes” de tecido que, quando entrelaçados com a técnica macramê, conferem forma e textura à peça».

Esta não é a primeira incursão da Type a dar vida nova a desperdícios têxteis, tendo já feito o mesmo no ano passado. «Em 2020, a marca já havia testado este modelo de swimwear que esgotou em apenas uma semana. Dado o sucesso que as peças alcançaram, e a pegada carbónica associada, a marca decidiu voltar a integrá-las na coleção de 2021», revela.

Estas versões do biquíni estão já disponíveis na loja online da Type e, com a reabertura das lojas prevista para abril, chegarão igualmente ao retalho físico.

«Esta coleção, superlimitada, traz quatro versões diferentes do modelo Greta com uma combinação de cores vivas, 100% alinhado com o tema da nossa coleção para este ano – Revenge, que promete uma desforra dos últimos tempos em casa», resume Inês Carrilho de Almeida, fundadora da Type.

Inspirada numa mulher «confiante e com atitude», a Type foi criada em 2013 também com a missão de «valorizar o mercado de swimwear em Portugal e levá-lo ao resto do mundo».

[©Type]
O biquíni Greta nestas quatro versões com reutilização de materiais é o primeiro avanço da marca para a coleção deste ano, cujo manifesto aponta para uma vingança da pandemia e das restrições impostas pela mesma. «Vamos do fato de treino ao fato de banho, do colchão da cama ao da piscina, do online ao offline, do Zoom ao Boom, do micro-ondas às ondas, da pandemia à alegria. Porque o verão vai chegar e a vingança serve-se fria», aponta a Type na descrição de Revenge. «Queremos a desforra. Vamos resgatar o brinde e reivindicar a partilha dos amendoins, da toalha, dos matraquilhos. Vamos ajustar contas com a ausência, com o desencontro e com a distância», sublinha. «Vamos pedir que nos apertem o bikini, que nos espalhem protetor, que nos deem cavalitas. Vamos mandar a pista abaixo. Vamos soltar as gargalhadas cara a cara, os segredos ao ouvido e as trincas na bola de Berlim. Vamos da emergência à urgência de dias e noites sem fim. Depois da tempestade, vem a bonança, depois da calamidade, a vingança», garante ainda.

No outono-inverno do ano passado, a marca, que na sua oferta inclui também lingerie, lançou ainda uma linha inclusiva de básicos. Batizada Necesse, contempla fatos de banho e biquínis e os tamanhos são retratados por símbolos «que representam as diversas formas que o corpo da mulher pode ter».