Início Arquivo

Boca a boca é boa publicidade

O espaço é tão diminuto (três metros quadrados) que os clientes fazem fila, tanto no Inverno como no Verão, fazendo inveja aos restantes comerciantes da Baixa lisboeta.

A luvaria Ulisses, situada na Rua do Carmo, nasceu em 1925 e os móveis ainda são dessa época, tempo em que um chapéu e um par de luvas deviam condizer.

Segundo João Almeida, um dos sócios desta loja tradicional, a casa nunca fez publicidade “porque nunca precisou dela”, devendo a grande clientela à passagem de informação boca a boca, ao longo dos anos.

Aliás, a espanhola Zara, o maior sucesso da indústria têxtil espanhola, também nunca gastou um cêntimo em publicidade, preferindo utilizar o poder da comunicação oral entre os seus clientes como forma de potenciar as vendas.

Ainda segundo os responsáveis da luvaria Ulisses, o segredo do sucesso da sua casa reside numa “excelente relação qualidade preço”, objectivo para o qual “usamos as melhores das peles, pelo que o corte assenta sempre bem”.

João Almeida insiste ainda na ideia de que o produto manufacturado na pequena oficina, onde trabalham meia dúzia de pessoas, é o grande responsável pela notoriedade atingida pela marca em questão.