Início Breves

Breves

  1. Italianos recuperam confiança
  2. Kate Spade explora venda da marca
  3. Online cresce com falta de notas na Índia
  4. Moda masculina a caminho de Nova Iorque
  5. Lotte investe em chatbot
  6. Cães e gatos ganham mais presentes

1Italianos recuperam confiança

A confiança dos consumidores italianos aumentou em dezembro, de acordo com os dados do instituto de estatística do país, o Istat. O estudo mensal mostrou que o índice de confiança dos consumidores aumentou para 111,1 pontos em dezembro, em comparação com 108,1 pontos em novembro, o que representa o valor mais alto desde julho de 2016, altura em que o índice atingiu 111,2 pontos. Foram registadas melhorias em todos os componentes do índice, com a confiança das famílias a subir para 133,8 pontos em dezembro, em comparação com 127,6 pontos no mês anterior, enquanto o componente da produção aumentou para 103,5 pontos, em comparação com 102,2 no mês anterior, mostram os dados do Istat. Já a avaliação das empresas em relação às expectativas de encomendas e de produção melhorou de -14 para -12 e de 10 para 12 pontos, respetivamente. Contudo, o índice de confiança dos negócios no geral caiu para 100,3 em comparação com 101,4, ao passo que o índice de serviços de mercado desceu de 105 para 102,5 pontos. O índice de confiança do retalho aumentou para 107,4 pontos, em comparação com 106,5 pontos. O índice de confiança desceu de 108,9 para 107 pontos na distribuição a grande escala e subiu de 100,3 para 109,2 pontos na distribuição a pequena e média escala.

2Kate Spade explora venda da marca

A produtora e retalhista de carteiras e acessórios Kate Spade & Co, sob pressão de um investidor ativista, está a explorar uma venda e a trabalhar com um banco para sondar possíveis compradores, de acordo com uma notícia publicada pelo Wall Street Journal, citando fontes familiarizadas com a questão. Os potenciais compradores contactados incluem retalhistas, aponta o jornal, acrescentando que o processo está numa fase inicial. O fundo de risco Caerus Investors tinha indicado há cerca de um mês que a empresa seria uma ótima candidata a aquisição. As vendas de carteiras abrandaram no último ano nos EUA, com as pessoas a comprarem menos em grandes armazéns e a redução de gastos por parte de turistas, devido à valorização do dólar, também afetou as vendas. Em resposta, produtores de carteiras como a Coach e a Michael Kors estão a reduzir as entregas a grandes armazéns e a explorar novos negócios. A Coach fez várias ofertas de compra pela marca de luxo britânica Burberry que foram rejeitadas, de acordo com o The Financial Times. A Kate Spade, conhecida pelas suas malas mensageiro e bolsas de ombro, registou vendas trimestrais abaixo do esperado e indicou que a concorrência de preço deverá prejudicar os lucros durante este trimestre, que inclui as vendas de Natal.

3Online cresce com falta de notas na Índia

O impacto da retirada de notas na Índia está a tornar-se mais claro, com o website indiano de presentes www.ChipNGift.com a registar um aumento de 10 vezes das transações online e um crescimento de 55% na sua base de clientes após a retirada de notas. O website indicou que está a testemunhar um crescimento devido ao facto das pessoas estarem a procurar alternativas online para darem presentes face à falta de moeda física. O ChipNGift permite que uma pessoa crie um evento (como o casamento, aniversário, etc.) no website e partilhe o convite com amigos e família, que podem dar um presente em grupo. «O nosso website está a registar uma forte tração, uma vez que as pessoas estão a perceber que é melhor dar como presente algo que a pessoa realmente quer do que dar vários pequenos presentes», afirma o cofundador Sukesh Ganda. «Tal como com qualquer conceito novo, a tendência de dar presentes online foi gradualmente ganhando aceitação, contudo, a atual crise de dinheiro tornou os presentes em grupo uma escolha popular, resultando num aumento impressionante da nossa base de clientes», acrescenta. Quase 70% dos utilizadores do website criaram um evento para casamento ou aniversário. «Desde a retirada das notas, testemunhamos um aumento de 10 vezes no número de clientes que selecionaram um evento para um casamento e partilharam as suas preferências de presentes. A nossa equipa observou que para eventos de casamento, um máximo de 10 a 12 pessoas contribuíram para o presente desejado pelos noivos», refere Ganda.

4Moda masculina a caminho de Nova Iorque

Com a passagem de ano terminada, o próximo grande evento a chamar milhares de pessoas às ruas de Nova Iorque é a Semana de Moda Masculina. A Big Apple é a última das quatro grandes capitais de moda a receber as coleções para homem para o outono-inverno 2017/2018, com data marcada para 30 de janeiro a 2 de fevereiro. O evento terá como principais destaques a estreia de Raf Simons na passerelle nova-iorquina, enquanto a Boss irá apresentar as suas criações a 31 de janeiro. Tim Coppens, John Varvatos, Rochambeau, Todd Snyder e Billy Reid fazem igualmente parte do calendário provisório.

5Lotte investe em chatbot

A gigante do retalho sul-coreano Lotte Group vai construir um novo assistente de vendas robótico, um chatbot, usando a tecnologia AI Watson da IBM com o objetivo de dar um apoio mais customizado ao consumidor. A tecnologia deverá ser lançada nos negócios de retalho online, incluindo na marca Lotte Department Store. Vai ainda introduzir um dispositivo semelhante nas suas lojas, permitindo que tenha uma presença em todas as fases do processo de compra. Atualmente, os consumidores preferem procurar sem serem aconselhados pelos assistentes de vendas em loja mas sentem-se mais confortáveis a consultarem um bot, porque sentem que não estão a ser pressionados para comprar. O resultado será um chatbot «conselheiro de compra inteligente» que pode falar com os consumidores individualmente, oferecendo recomendações de produto e ajudando-os com as compras e com a recolha das mesmas. Para recomendação de produtos, vão analisar a informação pessoal do cliente assim como fatores externos como tendências nas redes sociais, em vez de apenas usarem o inventário da loja.

6Cães e gatos ganham mais presentes

O mercado de presentes para animais de estimação está a crescer nos EUA, de acordo com a empresa de pesquisa de mercado Packaged Facts. Os artigos para os “amigos de quatro patas”, que incluem brinquedos em borracha e corda, arranhadores para gatos e até móveis especiais para brincarem, é uma indústria lucrativa e há novos players a entrarem no jogo, nomeadamente celebridades como Martha Stewart, cuja linha PetSmart, com brinquedos, camas, coleiras, artigos de higiene e vestuário inclui mesmo artigos pensados para o Natal. Os brinquedos para cães e gatos representam 28% do mercado de produtos duráveis de cuidado de animal nos EUA. A Packaged Facts estima que em 2016, as vendas de brinquedos de cães e gatos ascenderam a cerca de mil milhões de dólares, em comparação com 849 milhões de dólares em 2011, representando uma taxa composta de crescimento anual de 4%. As vendas de brinquedos para animais deverão continuar a crescer até 2020, com uma taxa composta de crescimento anual de 3%. Um inquérito realizado a donos de animais da Packaged Facts revelou que os brinquedos são o tipo de artigo durável mais comprado, representando 43% dos gastos de donos de cães e de 27% dos donos de gatos nos últimos 12 meses. Além disso, o estudo mostrou que tanto para os donos de cães como para os donos de gatos, agradar ao animal é a principal preocupação na compra de brinquedos, com outros fatores a incluírem a qualidade do produto e a segurança do mesmo.