Início Breves

Breves

  1. Traje à Vianesa quer ser Património Nacional
  2. Primark aquece a casa
  3. Rendas comerciais escalam no Chiado
  4. Padrões de Orla Kiely em exibição
  5. Millennials preferem as lojas
  6. Karl Lagerfeld calça Vans

1Traje à Vianesa quer ser Património Nacional

O presidente da câmara municipal de Viana do Castelo, José Maria Costa, anunciou recentemente o objetivo de candidatar o Traje à Vianesa a Património Nacional, classificação que justificou com a «autenticidade, beleza e simbolismo» do primeiro traje certificado do país. A certificação do traje com origem no século XIX foi publicada em Diário da República no final de 2016. O processo foi adjudicado pela câmara municipal em maio de 2013 à associação “Portugal à Mão”. O pedido de registo foi formalizado pela câmara de Viana do Castelo em junho de 2015. Na ocasião, o executivo justificou a decisão de certificar o traje com a necessidade de evitar a apropriação do mesmo por outras regiões. Em fevereiro passado, foi apresentado o Caderno de Especificações do Traje à Vianesa – feito em linho e com várias cores características, onde sobressai o vermelho e o preto.

2Primark aquece a casa

A Primark Home apresentou recentemente a primeira coleção-cápsula de decoração para o outono-inverno 2017. As propostas de “Regal Romance” beberam inspiração na realeza para preencher os cantos da casa com «romantismo e elegância», de acordo com a retalhista. Nas sugestões para o quarto, os roxos metálicos e a textura acetinada da roupa de cama estão em destaque. Almofadas e mantas em veludo são as rainhas da coleção e criam um ambiente verdadeiramente especial quando acompanhadas das pequenas peças de decoração com detalhes dourados e de cristal. Os candelabros e as velas aromatizadas são outros dos elementos da coleção.

3Rendas comerciais escalam no Chiado

O comércio de rua no Chiado, em Lisboa, registou no 2.º trimestre de 2017 o maior crescimento de rendas na Europa, na ordem dos 9,5%. As unidades de comércio de rua na zona de referência da capital assinalaram uma renda prime de 115 euros, valor que representa uma evolução de 9,5% face a março de 2017 e de 15% relativamente a igual período do ano passado. Em média, as rendas de comércio de rua no Velho Continente subiram apenas 0,2%, com Lisboa a encabeçar o ranking de crescimento seguido pelas cidades de Budapeste (na mais famosa rua pedonal do país, Vaci utca) Roma (Via Condoti) e Milão (Via Napoleone). De acordo com o estudo “DNA of Real Estate”, publicado pela Cushman & Wakefield, a cidade de Lisboa conta, ainda assim, com o 4.º valor mais baixo de rendas de comércio de rua de entre as 22 capitais europeias analisadas, e com o 9.º valor mais baixo das 45 cidades abrangidas pelo estudo. Apenas as capitais Sófia, Bucareste e Varsóvia têm valores de renda de comércio de rua inferiores aos de Lisboa. «Hoje as ruas de Lisboa, e em particular no Chiado, são responsáveis por uma parcela muito significativa do volume de procura de retalho registado na cidade», sublinha a Cushman & Wakefield. Ao longo do primeiro semestre do ano foram identificadas mais de 100 novas operações nas ruas lisboetas, das quais mais de 20% na zona do Chiado.

4Padrões de Orla Kiely em exibição

Quando se pensa em estampados e padrões no mundo da moda, Orla Kiely será provavelmente um dos primeiros cinco nomes a emergir. Como uma das designers mais bem-sucedidas no Reino Unido e Irlanda, Kiely é conhecida pela sua abordagem aos estampados gráficos, que explora em tudo, dos acessórios ao pronto-a-vestir. Em 2018, a exposição “Orla Kiely – A Life in Pattern” vai tomar conta do Fashion & Textile Museum, Londres, entre 25 de maio e 23 de setembro. A mostra vai contar com mais de 150 padrões e artigos, explorando as colaborações de Kiely com fotógrafos, cineastas e arquitetos, com especial foco nos papéis dos padrões e das cores no quotidiano das pessoas. Celia Joicey, diretora do Fashion & Textile Museum, adiantou ao portal WGSN que está «entusiasmada em anunciar a exposição de Orla Kiely no próximo verão, que oferecerá uma visão privilegiada sobre o mundo da designer e sobre a sua excelente facilidade em trabalhar ritmos e repetições de padrões».

5Millennials preferem as lojas

Metade dos millennials (especialmente os membros mais jovens da geração) prefere comprar em lojas físicas a fazer compras online. Cerca de 70% mostram-se inclusivamente confortáveis com o facto de os retalhistas rastrearem os seus comportamentos de compra e hábitos de navegação, se isso significar que vão poder receber comunicações mais relevantes, de acordo com um estudo da plataforma de marketing comportamental multicanal SmarterHQ. Já 74% dos elementos desse grupo etário dizem-se frustrados com muitas comunicações de marketing e 70% estão frustrados com as marcas que enviam emails irrelevantes. Esse grupo prefere receber emails personalizados que ofereçam informações específicas, de acordo com o estudo. Este grupo é, também, muito distraído, descobriu a SmarterHQ: quase todos (95%) estão a fazer outras coisas enquanto compram, como trabalhar, assistir televisão ou conversar com amigos.

6Karl Lagerfeld calça Vans

Os modelos clássicos da marca desportiva Vans mereceram uma atualização pela mão do génio criativo Karl Lagerfeld para a próxima estação fria. Os designs Vans x Karl Lagerfeld serão apresentados ao público na feira Bread & Butter, que decorre entre os dias 1 e 3 de setembro em Berlim. A coleção será lançada em todo o mundo a 7 de setembro nas lojas Karl Lagerfeld, lojas selecionadas Vans, Vans.com e Karl.com. A coleção Vans x Karl Lagerfeld é uma versão parisiense dos clássicos intemporais da Vans. A gama inclui calçado, vestuário e acessórios e tem um estilo ousado com uma paleta de duas cores – preto e branco. Os estilos incluem uma t-shirt e sweatshirt com o logótipo Vans x Karl Lagerfeld, uma t-shirt com uma imagem de Karl Lagerfeld a usar uma gravata em xadrez e uma mochila em pele de alta qualidade com pespontos acolchoados K. O calçado Vans x Karl Lagerfeld inclui seis interpretações dos estilos Vans Classic, em pele e com solas brancas. Esta gama inclui também umas Classic Slip-On de pele preta sólida com detalhes acolchoados. Os modelos Old Skool e Sk8-Hi Reissue têm biqueiras em pele de alta qualidade com uma sola preta com painéis em tecido bouclé na parte superior. Para completar a gama, as lendárias sapatilhas Checkerboard Classic Slip-On pretas e brancas da Vans foram renovadsa com um estampado camafeu Vans x Karl Lagerfeld. «Esta colaboração emocionante é a combinação do estilo clássico da Vans com o design icónico de Karl Lagerfeld», afirmou Angie Dita, Vans Senior Footwear Designer. A coleção Vans x Karl Lagerfeld estará disponível a partir de 7 de setembro na loja oficial Vans no centro comercial Vasco da Gama, em Lisboa, com preços entre os 50 e os 300 euros.