Início Breves

Breves

  1. C&A celebra o feminino
  2. Retalho britânico sem travão
  3. Melissa calça passerelle de NY
  4. Segunda Arket abre em Londres
  5. Millennials salvam lojas
  6. Nas malhas do outono

1C&A celebra o feminino

A C&A acaba de lançar a campanha “C&A Feel Good Fashion”, baseada na sua experiência de mais de 175 anos a criar moda acessível e com o objetivo de mostrar que todas as mulheres podem sentir-se bem com o que vestem diariamente. A C&A inicia assim um novo capítulo na sua história, convidando as mulheres de toda a Europa a celebrarem a sua individualidade, diversidade e autoconfiança. Com o slogan “C&A Feel Good Fashion”, a marca de moda pretende destacar o seu compromisso diário para com todas mulheres. «O novo capítulo da nossa viagem vai afetar toda a experiência do cliente com a marca – desde a melhoria da imagem dos nossos produtos até ao novo conceito e design das nossas lojas», afirma Kristina Büttner, diretora de marketing da C&A Europa, em comunicado. «A nossa nova campanha de publicidade procura dar vida a esta ideia através de todas as nossas atividades de comunicação e em todos os canais onde estamos presentes. Queremos mostrar mulheres confiantes e verdadeiras, que se sentem e aparentam ser tão fantásticas como efetivamente são. “C&A Feel Good Fashion” sumariza esta posição de uma forma inclusiva», conclui Kristina Büttner. A nova campanha, desenvolvida pela agência criativa Grey Düsseldorf, inclui anúncios de televisão de 20 e 40 segundos, presença em digital, redes sociais e offline, com relações públicas e media, bem como comunicação em loja. A campanha televisiva, que serve também de lançamento das novidades de outono-inverno 2017/2018 e da nova coleção de malhas da marca, pretende dar vida ao novo slogan da C&A. A história foi trazida para o ecrã pelo realizador parisiense Noé e complementada com a banda sonora “Butterflies” de Beckett e Clair Ridgely.

2Retalho britânico sem travão

Em agosto, no Reino Unido, os gastos no retalho cresceram ao seu ritmo mais acelerado em quase dois anos, de acordo com a empresa BDO. A libra mais fraca levou a que mais britânicos optassem por férias em casa, fator a que se juntou o influxo de turistas atraídos pelas taxas de câmbio. As vendas nas lojas britânicas subiram 2% em agosto, o maior aumento desde setembro de 2015 e a melhor performance para o mês em quatro anos. A pesquisa destacou uma forte performance para bens de estilo de vida, onde as vendas subiram 3,1% no mês passado, enquanto o aumento de 1,5% nas vendas de moda foi o mais forte desde novembro de 2016. No entanto, o sector da moda havia caído 3,3% em agosto de 2016 e 5,5% em agosto de 2015. As vendas de artigos para o lar cresceram 1,9% e as vendas online mantiveram os lucros a dois dígitos. As vendas online no sector de estilo de vida subiram 19,7% em agosto, enquanto para os retalhistas de moda o crescimento foi de 16,7%. Sophie Michael, diretora de retalho na BDO, congratulou-se com a performance geral, mas sublinhou que os números devem ser analisados em contexto.

3Melissa calça passerelle de NY

A coleção primavera-verão 2018 da Melissa foi desvendada no passado dia 12 de setembro, durante o desfile da marca Baja East, integrado na semana de Moda de Nova Iorque. O evento decorreu na Galeria Melissa de Nova Iorque e contou com a presença da modelo Karlie Kloss, que desfilou duas vezes com a parceria Melissa+Baja East. Nesta nova colaboração, a Melissa conseguiu dar ao plástico um acabamento inovador, a textura piton, «100% livre de crueldade animal». A Baja East é uma marca de luxo de inspiração global, criada pelos designers Scott Studenberg e John Targon, que foi ganhando relevo pela sua abordagem estética que esbate as fronteiras de género com o conceito abrangente e ambicioso de moda “ambisexual”. Para além do calçado, a coleção fruto da colaboração conta ainda com a mala Melissa Bag + Baja East.

4Segunda Arket abre em Londres

A nova marca do grupo Hennes & Mauritz (H&M) inaugurou na semana passada a sua segunda loja na cidade de Londres, menos de um mês depois de ter feito a sua estreia no Reino Unido. A segunda loja da retalhista de moda, um novo conceito do grupo H&M, está localizada em Covent Garden. Esta é a 4.ª loja da marca no mundo, seguindo as inaugurações de Copenhaga e Bruxelas. «Estamos muito entusiasmados com a abertura da nossa segunda loja Arket em Londres», declarou o diretor-geral, Lars Axelsson. «A zona histórica de Covent Garden tem uma longa tradição de servir como mercado que já remonta a séculos passados, por isso, parece ser a localização perfeita para nós», acrescentou. A nova loja da Arket oferece a marca própria lado a lado com marcas selecionadas de terceiros e, ainda, um espaço de restauração.

5Millennials salvam lojas

Ao contrário do que muitos analistas anteciparam, os millennials podem vir a desempenhar um importante papel na sobrevivência do retalho físico face ao boom das compras online. Os baby boomers, por seu turno, estão cada vez mais à procura de negócios online. Aproximadamente 70% dos membros da geração milénio estão a visitar o retalho tradicional em busca de promoções, em comparação com 57% dos baby boomers, de acordo com a First Insight, empresa de tecnologia que ajuda os retalhistas a selecionar o preço ideal para seus produtos. «O sector do retalho vem operando no pressuposto desatualizado de que os baby boomers estão a comprar principalmente nas lojas e os millennials estão à procura de ofertas online», sublinhou Greg Petro, CEO da First Insight. «O comportamento entre essas gerações está a evoluir e os retalhistas devem reajustar a sua abordagem de marketing, inventário e preços para atrair os consumidores em busca de promoções, que podem ter sido ignorados com base em perceções desatualizadas», acrescentou. A First Insight inquiriu 750 consumidores nos EUA analisando os seus hábitos de compra, comportamento de compra, expectativas de descontos e influências que geram decisões de compra.

6Nas malhas do outono

De acordo com as galerias de estilo das semanas de moda que, por esta altura, estão a meio da sua viagem pela primavera-verão 2018, em Londres, as malhas oversized estão de volta. Dessincronizadas com a estação revelada nas passerelles, as amantes da moda têm desfilado nas ruas uma das mais fortes tendências do outono-inverno 2017/2018. As malhas largas e compridas são práticas, aconchegantes e trendy, dominando coordenados em camadas ou em silhuetas justas em baixo – com leggings, collants opacos ou jeans skinny – e oversized em cima. Neste outono, as camisolas de malha ganharam também mangas com personalidade, que vão do acabamento em balão às aplicações de pelo, penas ou lantejoulas.