Início Breves

Breves

  1. Norte-americanos usam mochilas à prova de bala
  2. Canada Goose abre portas em Londres
  3. Calças desfilam outono
  4. Zappos aposta no calçado desportivo
  5. Galeries Lafayette chegam ao Kuwait
  6. Sanita Louis Vuitton custa 86 mil euros

1Norte-americanos usam mochilas à prova de bala

Numa altura em que o Congresso norte-americano se mostra incapaz de concordar sobre quais as medidas concretas a adotar para combater tiroteios em massa nos EUA, uma escola do estado da Flórida tem vindo a promover junto dos pais uma ferramenta capaz de providenciar uma dose extra de segurança aos alunos em caso de tiroteio: uma mochila à prova de bala, com um preço de 120 dólares (aproximadamente 103 euros). Alex Cejas, um dos pais dos alunos da Escola Cristã da Flórida, é administrador da Applied Fiber Concepts, empresa de equipamento de proteção pessoal sediada nos EUA. O Miami Herald noticiou que Cejas equipou os próprios filhos com as mochilas e fez um acordo para providenciar o equipamento a outras famílias interessadas. Contudo, os painéis da Applied Fiber não são capazes de parar todas as balas: as balas de um revólver podem ser intercetadas, mas os painéis não são fortes o suficiente para resistir a uma espingarda.

2Canada Goose abre portas em Londres

A marca de outdoor Canada Goose escolheu a capital britânica para acolher a sua primeira loja na Europa. O espaço, inaugurado em Regent Street, apresenta elementos de design canadianos e oferece uma variedade de coleções e colaborações exclusivas da marca. Em exibição no novo ponto de venda encontra-se ainda uma seleção de peças vintage do arquivo de 60 anos da empresa, com rotação sazonal. «A abertura da nossa primeira loja emblemática europeia é outro marco para a Canada Goose, num ano em que comemoramos o nosso 60.º aniversário», afirmou o presidente da Canada Goose, Dani Reiss. «Londres é um destino de compras mundialmente reconhecido e estou orgulhoso por trazer a nossa herança canadiana, o artesanato “made in Canada” e o melhor produto da categoria para as ruas históricas da cidade», acrescentou.

3Calças desfilam outono

A estação fria de 2016 chegou para emprestar arrojo à peça basilar do guarda-roupa. A par dos jeans reinterpretados com bordados, tachas e patchwork, as calças também mereceram uma intervenção de designers e marcas. No outono-inverno 2017/2018, as calças com corte de alfaiataria, por exemplo, terminam à boca de sino, folhos ou ganham botões nas laterais – aproximando-as das calças de fato de treino do início dos anos 2000. Lisas, com riscas ou aos quadrados, as calças clássicas são também propostas com riscas coloridas nas laterais e silhueta reta. No couro e no vinil há botões, fechos e alfinetes, à frente ou na lateral. Bainhas rendadas e cinturas subidas são outros dos pontos fortes das partes inferiores dos coordenados para esta estação fria.

4Zappos aposta no calçado desportivo

A plataforma de comércio eletrónico Zappos lançou, na semana passada, o seu novo conceito de retalho “The_ONES”, focado em sapatilhas clássicas e com uma página exclusiva (FindTheOnes.com) e lojas pop-up na cidade de Nova Iorque. Os pontos de venda temporários incluem um desenvolvido pelo guru do calçado desportivo Tarek Hassan no Arlo Hotel, em Manhattan, e outro em Brooklyn, a boutique Bird Brooklyn. A página online inclui ainda entrevistas com ícones como Stan Smith, vídeos e outros elementos da cultura sneaker. A retalhista de calçado detida pela Amazon revelou também uma campanha publicitária, avaliada em 220 mil dólares (aproximadamente 189 mil euros) criada pela agência Praytell, com vídeos que serão lançados em várias plataformas sociais. Durante mais de uma década, graças ao excelente serviço ao cliente e à eficaz logística, a Zappos tem motivado os consumidores americanos para o processo particularmente complicado de comprar calçado online. «A Zappos construiu a confiança dos consumidores na compra de calçado online e teve tanto sucesso que a Amazon gastou 1,2 mil milhões de dólares na aquisição da empresa em 2009», revelou Nathan Rigby, sócio da One Click Retail.

5Galeries Lafayette chegam ao Kuwait

Os grandes armazéns franceses Galeries Lafayette planeiam abrir uma segunda loja em Istambul e a primeira no Kuwait em 2019, procurando capitalizar com a sede de luxo dos consumidores do Médio Oriente. «Esses dois projetos dão mais substância aos objetivos de consolidação das nossas posições no Médio Oriente, onde vamos ter uma rede de oito lojas», afirmou Nicolas Houze, presidente-executivo do grupo. «O nosso objetivo é ter cerca de 20 lojas nos mercados internacionais dentro de cinco anos», explicou. A loja do Kuwait está localizada no centro comercial Assima, um centro comercial de gama alta próximo da zona de negócios da cidade. Já a segunda loja em Istambul abre no shopping Vadistanbul e será gerida num franchising com o grupo DEMSA. O grupo das Galerias Lafayette tem também lojas em Berlim, Jacarta, Dubai, Beirute e Pequim e prepara-se para abrir uma loja em Doha, no Qatar, em 2018.

6Sanita Louis Vuitton custa 86 mil euros

Divulgada na semana passada, uma sanita com o monograma da Louis Vuitton tornou-se viral e é o mais recente alvo de partilhas e comentários nas redes sociais. A artista norte-americana Illma Gore trabalhou um total de 24 bolsas – diferentes modelos com o icónico monograma da marca de luxo francesa Louis Vuitton – para criar aquela que será uma das mais luxuosas sanitas do mundo, que demorou três meses a ser terminada. A peça está exposta no showroom da Tradesy, plataforma de comércio eletrónico para acessórios de luxo onde foram adquiridas as bolsas, em Santa Monica, no estado norte-americano da Califórnia. De acordo com a artista, apesar das muitas ofertas, a sanita nunca foi usada – embora, segundo Illma Gore, funcione normalmente. A sanita revestida a couro está à venda por aproximadamente 86 mil euros.