Início Breves

Breves

  1. Modatex já costura a Páscoa
  2. Tod’s celebra artesanato em Lisboa
  3. Riccardo Tisci confirmado na Burberry
  4. O bom, o mau e o vilão do inverno
  5. Disparidade salarial assombra retalho britânico
  6. O polo matou a t-shirt

1Modatex já costura a Páscoa

Quem gosta de costurar e de criar presentes originais tem agora mais uma oportunidade para aperfeiçoar conhecimentos e explorar a sua criatividade. O Modatex vai realizar, na sua sede no Porto, o workshop “Coelho da Páscoa”, uma formação que decorre aos sábados de manhã, durante quatro semanas. «Ao longo das 16 horas de duração deste workshop, os participantes vão aprender técnicas para a confeção de bonecos em pano alusivos à Páscoa, criando um artigo que, depois de concluída a formação, podem levar para casa. Com os conhecimentos adquiridos nestas sessões, quem gosta de costura ficará apto a aperfeiçoar um hobby que lhe permitirá, no futuro, criar artigos originais para oferecer ou para usar na decoração do lar», afirma a organização em comunicado. O workshop “Coelho da Páscoa” tem início este sábado, 3 de março, terminando no dia 24, tem um custo de 25 euros e as inscrições podem ser feitas através do website do Modatex. As aulas decorrem entre as 9 e as 13 horas.

2Tod’s celebra artesanato em Lisboa

Para celebrar a renovação da sua boutique da Avenida da Liberdade, a marca italiana de luxo Tod’s organizou recentemente o evento exclusivo “The Art of The Leather”, centrado no trabalho artesanal com o couro. O evento teve como mote o trabalho artesanal que a Tod’s desenvolve com a pele e a atenção ao detalhe presente no design e construção dos artigos da marca. «Os convidados que estiveram presentes no evento puderam assistir a uma demonstração da construção manual dos famosos mocassins Gommino, desenvolvida pela artesã italiana Oriana Vittorini», revela a Tod’s em comunicado. O processo de criação de um Gommino envolve 100 fases de construção, que vão desde o corte das peças até à costura de cada uma das partes. «Cada sapato pode ser constituído por 5 partes diferentes de pele, cada uma tratada e trabalhada à mão antes da peça ser contruída. Todo o processo envolve o trabalho de diversos artesãos especializados no desenvolvimento de uma fase específica», explica a marca.

3Riccardo Tisci confirmado na Burberry

Depois do adeus de Christopher Bailey, deixado no último desfile da marca no calendário de desfiles da semana de moda de Londres, a Burberry confirmou ontem que o designer Riccardo Tisci vai assumir o leme criativo da marca, com entrada a 12 de março de 2018. Tisci junta-se à equipa da marca britânica depois de mais de uma década nos corredores da Givenchy, casa na qual assumiu o papel de diretor criativo de 2005 a 2017. Marco Gobbetti, CEO da Burberry, comentou em comunicado divulgado pelo portal The Business of Fashion: «Estou encantado por Riccardo Tisci se juntar à Burberry como diretor criativo. Riccardo Tisci é um dos designers mais talentosos dos nossos tempos. Os seus designs têm uma elegância contemporânea e a sua habilidade de misturar streetwear com alta moda é altamente relevante para o consumidor atual. A visão criativa de Riccardo Tisci vem reforçar as ambições que temos para a Burberry». Na sua conta oficial na rede social Instagram, Riccardo Tisci mostrou-se «honrado» com o novo desafio profissional. «Tenho um respeito enorme pela herança britânica e pelo apelo global da Burberry e estou entusiasmado com o potencial desta marca excecional».

4O bom, o mau e o vilão do inverno

Recorrendo aos dados recolhidos pela plataforma WGSN Instock, o portal de tendências analisou os artigos sujeitos a remarcações e com pior performance na oferta de alguns retalhistas durante o outono-inverno 2017/2018 de forma a ajudá-los a fazer uma melhor seleção na próxima estação fria. De acordo com a análise feita, no outerwear, os produtos-tendência devem ser lançados primeiro e, só depois, os clássicos. Nas malhas, a sustentabilidade deve orientar a maioria dos artigos, considerando que os consumidores estão cada vez mais atentos a essas questões. Nas peças para a parte superior dos coordenados, a aposta deve ser dividida em partes iguais entre produtos-tendência e básicos e, nas calças, a alfaiataria deve ter a maior percentagem da oferta. No calçado, ainda que os modelos desportivos tenham reinado nesta estação fria, os retalhistas devem reduzir os lançamentos de novos artigos porque se atingiu um ponto de saturação.

5Disparidade salarial assombra retalho britânico

No Reino Unido, o emprego no sector do retalho envolve aproximadamente três milhões de pessoas, 60% das quais são do sexo feminino. Apesar disso, apenas 10% dos lugares de decisão são ocupados por mulheres e a disparidade salarial entre géneros é talvez uma das mais preocupantes nas indústrias do país. À medida que o prazo para todas as empresas publicarem os seus relatórios anuais de remunerações se aproxima, o portal Retail Gazette analisou os retalhistas dos quais já são conhecidos os dados. Na Phase Eight a disparidade salarial é a mais alta, com a retalhista de vestuário a apresentar também a maior percentagem de mulheres nos três níveis inferiores de remunerações (99,7%). No vermelho está também a New Look, que além de ter uma das maiores disparidades salariais entre os géneros, tem também uma das maiores percentagens de mulheres nos níveis inferiores de remunerações. A Vivienne Westwood é uma das empresas apontada como exemplo, com as mulheres a dominarem todos os níveis de remunerações e uma mediana de 0 valores na diferença salarial. A Diesel, Lacoste, Hugo Boss e Louis Vuitton são também citadas como bons exemplos.

6O polo matou a t-shirt

Segundo os portais de especialidade e graças ao contributo do luxo e do retalho, esta primavera, o clássico e intemporal polo vai substituir a t-shirt no guarda-roupa feminino. Lado a lado com a oferta de marcas de herança, como a Lacoste e a Ralph Lauren, as coleções primavera-verão da Fendi, Marni, Koché, Balenciaga, Telfar e Maison Margiela incluíram também diferentes modelos de polos. Algumas propostas mantiveram-se fiéis ao legado preppy da peça, outras decidiram reinventá-la por completo. No retalho, a Mango, Zara, & Other Stories e Fred Perry já têm disponíveis polos oversized, com padrões, metalizados, de mangas abalonadas e, até, com folhos. O verde parece estar em destaque dentro da paleta de cor.