Início Breves

Breves

  1. Berluti troca Ackermann por Van Assche
  2. Comme des Garçons lança 18ª marca
  3. Indorama compra unidade no Brasil
  4. Amazon reforça portefólio
  5. Índia aposta na seda
  6. Wrangler promove poupança de água

1Berluti troca Ackermann por Van Assche

A marca detida pelo conglomerado de luxo francês LVMH foi rápida a substituir Haider Ackermann. Na passada sexta-feira, a Berluti confirmou a saída de Ackermann dos corredores da marca masculina depois de apenas 18 meses, anunciando esta terça-feira que Kris Van Assche assumiria a direção criativa e apresentaria a primeira coleção já em janeiro de 2019. Até março, o designer belga foi diretor criativo da Dior Homme e manteve-se no papel durante 11 anos, agora substituído por Kim Jones (ver Kim Jones troca Vuitton por Dior). «Antoine Arnault [CEO da Berluti] falou-me das suas ambições para a Berluti e é com enorme prazer que aceito este novo desafio, que se enquadra perfeitamente na minha vontade e visão», afirmou Van Assche num comunicado divulgado pelo LVMH. A Berluti foi fundada em 1895 por Alessandro Berluti e adquirida pelo conglomerado de luxo francês em 1993. «Estou muito feliz em receber Kris Van Assche na Berluti», sublinhou Antoine Arnault. «Conheço-o há vários anos e sempre admirei o seu trabalho na Dior Homme. Estou ansioso por trabalhar com ele», acrescentou.

2Comme des Garçons lança 18ª marca

A Comme Des Garçons, da designer Rei Kawakubo – homenageada na Gala do Met em 2017 –, acaba de anunciar o lançamento de uma nova marca direta ao consumidor para julho. Em declarações ao portal da especialidade WWD, Adrian Joffe, CEO da marca e marido de Rei Kawakubo, anunciou que a nova marca será exclusivamente digital, contornando o retalho tradicional. «Ainda não podemos contar muita coisa, mas Rei Kawakubo já está a desenvolver o website», adiantou. A nova aposta será a 18.ª marca lançada pela empresa, que detém a Noir, Homme, Plus, Shirt e Play, entre outras. A notícia surgiu com a inauguração da primeira concept store Dover Street Market – que comercializa todas as marcas da Comme Des Garçons, além de novidades exclusivas de outras marcas internacionais e talentos emergentes – na China, inaugurada em Pequim. «Assim que esta nova marca for anunciada, vai estar disponível no portal uma coleção de teste», revelou Adrian Joffe.

3Indorama compra unidade no Brasil

A tailandesa Indorama continua a reforçar a sua posição no segmento do polietileno-tereftalato (PET) – o polímero na base do poliéster – agora com a aquisição da M&G Polimeros Brasil, na mesma altura em que anunciou que estava num consórcio para a compra de uma fábrica no Texas. A empresa brasileira possui com a maior unidade deste material no país, com uma capacidade de 550 mil toneladas anuais. A fábrica apresenta com uma localização privilegiada que faz com que funcione praticamente em integração com um produtor de ácido tereftálico purificado (PTA), essencial para o fabrico de PET. Esta aquisição expande a presença da Indorama nos mercados que elegeu como importantes e com um potencial de crescimento muito grande. O grupo poderá assim entregar produtos a clientes chave no Brasil de uma maneira «eficiente e com um custo» otimizado, refere a empresa. O CEO Aloke Lohia afirma que com este negócio, a Indorama «tem alcance global, estando presente em cinco continentes, com um modelo de negócios integrado e equilibrado». A América Latina é um importante mercado em desenvolvimento, com o consumo doméstico de PET a crescer em cerca de 5%. A Indorama acredita que começará já a colher dividendos desta estratégia, com mais receitas e sinergias.

4Amazon reforça portefólio

A Amazon está prestes a incluir acessórios para animais de estimação, artigos de criança e de decoração e jardim no seu portefólio de marcas próprias, de acordo com uma pesquisa recente da One Click Retail. A marca AmazonBasics, da Amazon, viu as vendas de transportadoras de animais de estimação crescerem 80% no ano passado, para os 2 milhões de dólares (aproximadamente 1,6 milhões de euros), segundo o relatório, que classifica como «iminente» o nascimento de uma marca própria para o produto. Enquanto isso, no ano passado, a Amazon Elements começou a testar artigos como fraldas e alimentação para bebé para complementar o seu já bem-sucedido negócio de toalhitas húmidas, revelou Ojastro Todd, analista de marketing da One Click Retail. Por fim, embora a Amazon não tenha uma oferta forte em decoração e jardim, as vendas no segmento alcançaram os 3 milhões de dólares através da AmazonBasics. A One Click Retail espera que a gigante online tenha melhor performance no segmento já a partir do outono. «Há três estágios no lançamento de uma marca própria: primeiro, a Amazon lança amostras, monitoriza a sua performance frequentemente durante um período de cerca de um ano e, finalmente, as linhas de produtos de melhor performance ganham uma versão completa», explicou Todd. Atualmente, a Amazon tem cerca de 80 marcas próprias (ver Retalhistas aceleram marcas próprias).

5Índia aposta na seda

A Índia está a investir para impulsionar a produção e qualidade da seda, numa iniciativa a três anos por parte do primeiro-ministro do país Shri Narendra Modi, que tem também como objetivo a redução de importações neste material. O objetivo principal desta estratégia é conseguir um melhor produto final através da investigação e desenvolvimento e com isso conseguir um aumento de 62% para 8.500 toneladas métricas em 2020, eliminando importações de seda em bruto até 2022 e fazendo com que aquele país asiático se torne autossuficiente. A produção deverá aumentar de 30.348 toneladas métricas em 2016-2017 para 38.500 toneladas métricas em 2019-2020. A iniciativa tem três partes: investigação e desenvolvimento, testes, transferência de tecnologia e iniciativas em tecnologias de informação; aposta em centros agrícolas; coordenação e mercado para produtos de seda e fio; sistema de certificação de qualidade. O governo indiano tem previstas várias intervenções para atingir esta meta, tais como a produção de seda bivoltina, a implementação em grande escala de máquinas industriais neste sector e a aposta no emprego feminino como oportunidade para melhorar de vida. Este tipo de intervenção chegará também a outros produtos como denim.

6Wrangler promove poupança de água

A marca de jeans americana Wrangler está a trabalhar com os maiores fornecedores de denim mundiais para adotar uma tecnologia que diz ser revolucionária em termos de poupança de água. A marca, detida pela VF Corp, revelou que tem providenciado apoio técnico, investimento e promoção para esta iniciativa na indústria. A tecnologia, denominada IndigoZero process foi desenvolvida pela Universidade do Texas e comercializada por uma empresa designada Indigo Mill Designs e usa espuma em vez de água para aplicar a cor típica dos jeans ao fio de algodão. Os resultados apontam para reduções do uso de água e energia da ordem dos 90%, ao mesmo tempo que reduz o uso de químicos, com resultados iguais ou melhores aos do processo convencional. Se todos os fornecedores da Wrangler adotarem esta tecnologia, será poupada água suficiente para as necessidades de 150 mil americanos durante um ano inteiro. A marca já convenceu um dos seus parceiros a avançar com a implementação e vários outros estão a analisar fazer o mesmo. Desde 2007, a Wrangler já poupou mais de três mil milhões de litros com melhorias tecnológicas e espera superar a barreira dos 5,5 mil milhões de litros em 2020.