Início Breves

Breves

  1. Natal pouco feliz no Brasil
  2. O preço certo na Everlane
  3. Passerelle londrina dá sinal de partida
  4. Courtney Love lança moda de «arromba»
  5. Nova Zelândia atrai pesos pesados do retalho
  6. E o homem com mais estilo de 2015 é…

1Natal pouco feliz no Brasil

As vendas a retalho no Brasil caíram 15% na época de Natal em comparação com 2014, segundo a Federação de Comércio de São Paulo, conhecida como Fecomercio SP, um resultado que vem reforçar as evidências de que a pior recessão do país em décadas está a agravar-se. «O resultado confirma o que esperávamos», explica a FecomercioSP num relatório que cita os recentes resultados negativos das vendas a retalho em termos mensais e anuais da agência estatal de estatística IBGE. Na semana de 18 a 24 de dezembro, os retalhistas brasileiros registaram uma queda do volume de negócios de 59,2 mil milhões de reais para 50,6 mil milhões de reais, equivalente a uma perda de 8,69 mil milhões de reais (2,02 mil milhões de euros). O estudo da FecomercioSP está ainda em linha com a pesquisa levada a cabo pela Alshop – Associação Brasileira de Lojistas de Shopping, que registou uma descida de 2,8% nas vendas durante o período de Natal em comparação com 2014. «A elevada inflação, taxas de juro altas e o agravamento das condições do mercado de trabalho levaram a confiança dos consumidores para o nível mais baixo dos últimos 12 anos», afirma a FecomercioSP. «A confiança mais baixa traduziu-se num comportamento mais cauteloso por parte dos consumidores, que compram menos e evitam novas dívidas», acrescenta.

2O preço certo na Everlane

Para os primeiros saldos pós-Natal de sempre, a Everlane deu aos consumidores a opção de escolherem o valor que querem pagar. A retalhista online lançou uma campanha de saldos de apenas alguns dias, onde os clientes escolheram o preço que queriam pagar por um produto. Com cada uma das três opções de preço, a marca explicou exatamente o que o cliente estava a pagar: o preço mais baixo cobria apenas o envio e a produção, enquanto o mais alto (sem desconto) ajudava a pagar «a produção, envio e os custos da equipa de 70 pessoas». A Everlane é conhecida pela sua transparência e ética, tendo doado todos os lucros da Black Friday deste ano a trabalhadores das fábricas. Em 2012 e 2013 optou por encerrar completamente o website na Black Friday.

3Passerelle londrina dá sinal de partida

Londres será a cidade de partida da época de desfiles de moda, com as propostas para os homens a abrirem o calendário na capital britânica de 8 a 11 de janeiro. A Topman Design irá abrir a passerelle londrina, cujo desfile de encerramento ficará a cargo da Lathbridge by Patrick Cox. Durante os quatro dias, a London Collections Men contará ainda com os desfiles da Barbour, Coach, Matthew Miller, Sibling, J.W. Anderson, Belstaff, Christopher Raeburn, Pringle of Scotland, Alexander McQueen, Mochino, Gieves & Hawkes, Paul Smith e Burberry.

4Courtney Love lança moda de «arromba»

A cantora Courtney Love, viúva de Kurt Cobain, vocalista dos Nirvana, está a fazer uma parceria com a marca de moda Nasty Gal para uma «colaboração de arromba, em breve», segundo a marca. A colaboração, a primeira da marca a este nível de celebridade, foi anunciada através da conta de Instagram da Nasty Gal, juntamente com uma fotografia do disco de Love “Celebrity Skin”, de 1998, elogiando-a como «uma das maiores “cabras” de todos os tempos». A Nasty Gal publicou em seguida várias notícias relacionadas, tendo anunciado um concurso através do seu website e media sociais cujo prémio é a presença na festa de lançamento com a fundadora da Nasty Gal, Sophia Amoruso, e Coutney Love em Los Angeles a 13 de janeiro. A colaboração é considerada uma união perfeita entre a cantora e a marca, ambas com muita atitude, e representa uma mudança para a Nasty Gal face às anteriores parcerias com marcas como a For Love & Lemons, Lazy Oaf, Teva, Jeffrey Campbell, Line & Dot, OneTeaspoon e MAC Cosmetics. Já Love tem experiência em ser a musa de reputados designers, como Marc Jacobs e Hedi Slimane, mas esta será a sua estreia em termos criativos.

5Nova Zelândia atrai pesos pesados do retalho

A Nova Zelândia parece ser o novo mercado de eleição da fast fashion, com a Zara a anunciar a abertura da sua primeira loja em Auckland, no próximo Natal, depois da H&M ter já revelado, em novembro, que se iria estrear também na mesma cidade e igualmente no Sylvia Park, o maior complexo comercial de Auckland. Chris Gudgeon, diretor-executivo da Kiwi Property, que detém o Sylvia Park, afirmou ao NZ Herald que a Zara e a H&M irão abrir mais ou menos ao mesmo tempo, no final do ano, e que os consumidores neozelandeses estão já entusiasmados. Os analistas de retalho consideram que a chegada da Zara e da H&M deverá transformar o Sylvia Park num «super centro comercial regional», atraindo os consumidores do centro mais tradicional de Auckland. O Sylvia Park é um dos principais destinos de retalho na Nova Zelândia, recebendo atualmente cerca de 12 milhões de consumidores por ano. Neste momento está ser alvo de uma expansão, um investimento de 150 milhões de dólares neozelandeses (94,2 milhões de euros), que irá somar mais 20 mil m2 de espaço para acolher mais retalhistas e grandes armazéns internacionais, assim como mais espaço de estacionamento. Para o diretor-geral do First Retail Group, Chris Wilkinson, o Sylvia Park será um destino de compras para o qual os consumidores estarão dispostos a fazer «grandes distâncias. Será o início de uma nova forma de fazer compras e alguns destes outros centros comerciais serão obrigados a melhorar significativamente a sua oferta».

6E o homem com mais estilo de 2015 é…

… Kanye West. O rapper foi considerado o “Homem com mais estilo em 2015” pela revista masculina GQ. West – que tinha já ganho o título em 2014 – bateu o manequim Lucky Blue Smith nas votações de 2015, reunindo milhares de tweets com o apoio da sua esposa Kim Kardashian. A revista escreveu que «no final, houve muitos votos, quase um milhão em 24 horas. A contagem final: 520.119 votos para Kanye; 445.073 para Lucky Blue». Mais uma distinção na moda para West, que no início de dezembro recebeu o prémio “Sapato do Ano” pelos seus ténis Adidas Yeezy Boost nos Footwear News Achievement Awards e, em setembro, lançou a linha Yeezy Season 2 na Semana de Moda de Nova Iorque.