Início Breves

Breves

  1. Turquia aumenta exportações de vestuário
  2. Hysosung e Lenzing unidas pela sustentabilidade
  3. Salário na ITV da Tunísia aumenta 7%
  4. Ricardo e Francisca Pereira são as novas caras da Decenio
  5. JD Sports marca posição na Península Ibérica
  6. ModaLisboa internacionaliza designers

1Turquia aumenta exportações de vestuário

A Turquia pretende aumentar 10% as exportações de vestuário em 2019, revela Mustafa Gultepe, presidente da IHKIB, a Associação de Exportadores de Vestuário e Pronto-a-Vestir de Istambul. De acordo com os dados mais recentes, divulgados pela Associação de Exportadores Têxteis de Istambul, a ITHIB, o país registou um crescimento de 3,6% nas exportações de vestuário em 2018, para 17,6 mil milhões de dólares (cerca de 15,4 milhões de euros), em comparação com os 17,03 mil milhões de dólares de 2017. Em termos de volume, as exportações de vestuário subiram 7%. No mesmo período, as exportações de têxteis e matérias-primas aumentaram 4,5% para os 8,5 mil milhões de dólares. A União Europeia (UE) absorveu 71% das exportações de vestuário da Turquia. Mustafa Gultepe destaca o facto de, apesar da maior concorrência na UE e do momento menos bom que vive a economia turca, o país conseguiu aumentar as exportações. O maior crescimento adveio do mercado espanhol, holandês e russo. O presidente da IHKIB fala num ano «bem-sucedido, apesar das dificuldades». Para 2019, apesar da instabilidade política na UE, a Turquia prevê um aumento de 10% nas exportações de vestuário, impulsionado por um crescente investimento na mão-de-obra e nas fábricas. As tensões comerciais entre os EUA e a China poderão «abrir uma nova janela de oportunidade para a Turquia», acredita Mustafa Gultepe, que alerta que, para atingir os objetivos nas exportações, o sector necessita de investimentos mais avultados e de locais de produção mais modernos. «A nossa indústria, que tem como ambição duplicar as suas exportações de 18 mil milhões de dólares a médio prazo, necessita urgentemente de novos investimentos e de fábricas mais modernas. Queremos fazer de Istambul o centro da moda e a base da produção da Ásia Menor», afirma o presidente da IHKIB.

2Hysosung e Lenzing unidas pela sustentabilidade

As produtoras de fibras Hysosung e Lenzing vão colaborar numa coleção de tecidos sustentáveis, que irá contar com os benefícios ecológicos das marcas mais vendidas de ambas: a Creora da Hyosung e a Tencel da Lenzing. Os produtos serão apresentados na próxima edição da Ispo, que decorre de 3 a 6 de fevereiro em Munique, na Alemanha. A Tencel é a marca da fibra celulósica extraída da madeira do eucalipto da Lenzing, enquanto a Creora é a marca da fibra de elastano da Hyosung. A coleção abarcará três produtos: a fibra Lenzing Ecovero com a Creora eco-soft, para um toque mais macio e um melhor cair do tecido produzido com fibras sensíveis ao calor; a fibra Tencel Modal com a Creora Power Fit, para um toque mais natural e macio e uma compressão superior e ainda a fibra Tencel Modal com a Creora Black para um toque mais macio, permeabilidade ao ar e um preto mais escuro. «Estamos maravilhados com esta parceria com a Lenzing, com esta inovadora coleção de tecidos, que oferece uma performance aperfeiçoada de produtos que consomem energia e água e, por consequência, têm uma maior atenção para com o meio ambiente, um fator que os consumidores de hoje exigem», afirma Simon Whitmarsh-Knight, diretor de marketing para a Europa, Médio Oriente e África da Hyosung. «As colaborações são o futuro, numa altura em que a indústria têxtil procura soluções criativas na cadeia de valor, que vão de encontro às dinâmicas do mercado em constante mudança. Isto é apenas o início da colaboração com os nossos amigos da Lenzing», assegura.

3Salário na ITV da Tunísia aumenta 7%

A Federação Têxtil e de Vestuário da Tunísia (FTTH) oficializou o aumento das remunerações na Indústria Têxtil e Vestuário (ITV), nos próximos dois anos, com o Sindicato Nacional do Trabalho da Tunísia (UGTT). A decisão dá aos gestores da indústria a oportunidade de encorajar a produtividade ao proporcionar aos seus trabalhadores estabilidade financeira e também melhora a confiança internacional na responsabilidade social do país. O presidente da FTTH, Hosni Boufaden, adiantou ao just-style.com que «os salários na indústria vão aumentar 7% ao ano até 25 de dezembro de 2020, aplicável aos salários brutos». O aumento abrange todos os trabalhadores da ITV, de todos os escalões. Segundo a ferramenta re:source do just-style.com, os salários na Tunísia variam entre os 158 e os 183 dólares mensais (de 138 a 160 euros). O aumento poderá representar um passo arrojado, numa altura em que o país atravessa uma crise económica. No final de 2017, o PIB da Tunísia atingiu os valores mais baixos dos últimos 10 anos, atingindo os 40,26 mil milhões de dólares, com a inflação a ascender a 7,8% em agosto e, segundo a Trading Economics, deverá fixar-se em 7,2% no último trimestre de 2018. O aumento também pode ser visto apenas como bom senso, na medida em que houve um congelamento dos salários em 2018, depois do acordo com o Fundo Monetário Internacional (FMI). A alimentação, os combustíveis e os custos de transporte subiram abruptamente, causando dificuldades à população. O dinar tunisino também sofreu uma desvalorização nos últimos 12 meses, tornando a produção mais dispendiosa, devido aos preços das importações e aos custos energéticos e dos combustíveis. Contudo, o lucro do sector, no geral, cresceu 3% em 2017 para 3 mil milhões de euros (dos quais 2,3 mil milhões de euros advieram das exportações e 700 milhões do mercado doméstico). A Tunísia é um dos 10 maiores fornecedores da indústria do vestuário europeia, com as exportações de vestuário a beneficiaram de trocas livres de taxas com a União Europeia, na sequência da Parceria Euro-Mediterrânica.

4Ricardo e Francisca Pereira são as novas caras da Decenio

O ator e a sua mulher são os protagonistas da coleção primavera-verão da Decenio. A pensar nas estações mais quentes do ano, a marca do grupo Cães de Pedra oferece uma coleção «com tecidos mais leves e românticos apelando à sensação mediterrânica de apreciação de cada momento», revela, em comunicado, a marca, acrescentando que Ricardo e Francisca Pereira, que serão embaixadores da Decenio em 2019, «personificam o nosso conceito, como marca familiar que apresenta soluções elegantes sofisticadas e versáteis». A próxima estação quente da pinta-se de tonalidades sóbrias, mas há espaço para novos tons, como o coral, eleito como a cor Pantone para 2019, e, em destaque na coleção, o azul, o rosa bebe, o amarelo e o branco. A estação associa-se também aos tons mais claros, principalmente na linha para mulher. Ainda no universo feminino, destaque para os vestidos e blusas, que são definidos como essenciais, quer no guarda-roupa profissional ou casual, dada a sua versatilidade de combinações com outras peças. No guarda-roupa masculino, evidenciam-se linhas simples e naturais em camisas, polos e, num contexto mais clássico, nos fatos. Esta coleção traduz-se também na utilização de padrões diversificados, estampados florais, leves inspirações étnicas e ainda estampado com bolinhas. «A Decenio, como sempre, habituou-nos a uma qualidade única aliada a um design de peças intemporais, com muita classe. A leveza dos seus padrões torna a coleção muito prática e versátil, sem nunca descorar da génese da marca. Além disso, a marca, este ano, apostou em peças modernas, numa linha muito mediterrânica, que prima pela sua versatilidade e torna a coleção mais inspiradora e muito especial, algo que tenho a certeza que irá ao encontro do gosto de muitas pessoas», resume Francisca Pereira.

5JD Sports marca posição na Península Ibérica

A multinacional britânica fechou 2018 com a abertura de seis lojas em Portugal e mais 10 em Espanha, perfazendo um total de 68 espaços. No seguimento dos planos de expansão definidos em 2017, a JD Sports consolidou as suas operações em Portugal, tanto a norte (Vila Real, Viseu e Coimbra) como a sul (Faro e Portimão). De igual forma, inaugurou, no ano passado, a sua primeira loja na ilha da Madeira. Em território espanhol, a empesa reforçou a presença em Barcelona com duas novas lojas e entrou em novos mercados estratégicos, como Almeria, Bilbau ou Salamanca. Com o objetivo de se tornar uma referência do sector na Península Ibérica, a JD Sports, que comercializa modelos exclusivos de marcas como Nike, Adidas, New Balance ou Puma, deverá manter o mesmo ritmo de aberturas em 2019, com expectativas de crescimento de dois dígitos.

6ModaLisboa internacionaliza designers

Gonçalo Peixoto, Näz, Cristina Real, Ernest W Baker e Ricardo Andrez, integrados nas várias plataformas da Lisboa Fashion Week, fazem parte de ações de promoção e divulgação de moda a nível internacional promovidas pela ModaLisboa. Gonçalo Peixoto e Näz participaram na 3ª edição do showroom United Fashion integrado na Premium Exhibition Trade Fair, que se realizou durante a Semana de Moda de Berlim, na Alemanha, de 15 a 17 de janeiro. Já em março, Cristina Real apresenta a sua coleção na Fashion Weekend Skopje, que decorre de 29 de março a 1 de abril, na Macedónia. Estas duas ações estão integradas no projeto United Fashion do qual a ModaLisboa é parceira juntamente com outras 7 associações europeias de moda e tem como objetivo a promoção da criatividade, da inovação e do empreendedorismo dos designers de moda da Europa, assim como o aumento das suas oportunidades de negócio. Adicionalmente, na sequência do protocolo assinado entre a Associação ModaLisboa e a ANJE, três marcas que integram a Lisboa Fashion Week estarão presentes, na estação outono-inverno 2018/2019, nas semanas de moda de Milão e Paris: Ernest W Baker vai estar no Showroom Nana Suzuki em Paris, de 18 a 23 de janeiro, Gonçalo Peixoto participa, pela segunda vez, na White Milano, de 22 a 25 de fevereiro, e Ricardo Andrez marca presença, também pela segunda vez, no 3RdEye Showroom, em Paris, de 27 de fevereiro a 6 de março. Em comunicado, a Associação ModaLisboa sublinha que tem promovido a internacionalização dos seus criadores «através da viabilização de parcerias e ações concertadas com outras organizações, mas continua a aguardar o apoio ao desenvolvimento da sua própria estratégia de internacionalização. Nesse sentido, tem promovido várias ações de mentoria e preparação para os mercados internacionais através de formações com consultores externos».