Início Breves

Breves

  1. Benetton estreia novo conceito para lojas
  2. Mulheres compram cada vez mais jeans
  3. Lacoste entra num novo ciclo
  4. SMCP amplia presença online na China
  5. Roseberry é o novo diretor artístico da Schiaparelli
  6. Gateway Portugal protege máquinas fotográficas

1Benetton estreia novo conceito para lojas

A marca italiana, outrora considerada a rainha do marketing a nível mundial, anunciou o reforço da sua rede de lojas «em Itália e nas principais cidades do mundo até ao final de 2019», sem revelar todavia o número de lojas que deverá abrir. A United Colors of Benetton vai apresentar um novo conceito que promete transformar os pontos de venda em «espaços de cor, luz, vestuário e inovação», tendo como base um novo formato desenvolvido, em parte, pelo arquiteto Tobia Scarpa. O plano representa «mais um passo em frente no âmbito do novo rumo da marca, que irá oferecer aos clientes uma experiência de compra inovadora e uma imersão genuína no ADN da marca», refere a Benetton. O conceito, denominado “Light Colors”, foi criado pelo departamento de design para o retalho da empresa italiana, com o apoio de Scarpa. Trata-se de «um conceito adaptável e simples que se expande de um modo rápido, eficiente e flexível». Uma característica distintiva das lojas “Light Colors” é o sistema de iluminação especial, que «cria uma luz de qualidade que enaltece a “felicidade” das cores nos produtos em exposição», explica o arquiteto. Inspirado por texturas naturais, o sistema cria uma «atmosfera aconchegante» dentro das lojas «onde o sistema de iluminação – simples e fácil de instalar – garante que os produtos estão sempre em destaque», indica Tobia Scarpa. A Benetton assegura que o conceito Light Colors é, nesse sentido, facilmente adaptável à sua vasta rede de lojas. As primeiras lojas Light Colors serão inauguradas na primavera-verão 2019 em Novara, Roma e Palermo. Além-fronteiras, o conceito foi estreado em Istambul, onde a maior loja da Benetton na Turquia reabriu com o novo formato. Seguirão mais aberturas em Itália – Faenza, Nápoles e Trapani – e noutras moradas internacionais, incluindo Bangalore, na Índia, e Deauville, em França.

2Mulheres compram cada vez mais jeans

O crescente cariz informal da sociedade atual e um código de vestuário cada vez mais descontraído nos locais de trabalho está a favorecer a indústria do denim. Um novo estudo do grupo NPD revela que as mulheres norte-americanas «encontram, cada vez mais, espaço para os jeans nos seus guarda-roupas». Para quantos? Cerca de 364 milhões de pares de jeans para mulher foram comprados nos EUA nos 12 meses até fevereiro de 2019, o que representa mais 22 milhões de pares do que no ano anterior. Este volume suplementar de vendas foi a principal fonte de crescimento do segmento, ainda que o crescimento em valor não tenha sido análogo. Na verdade, mais de metade desses 364 milhões de pares foi comprada a preços reduzidos, em períodos de descontos. O relatório destaca também o crescimento do athleisure, mas aponta que este não está a enfraquecer a indústria do denim como há alguns anos. «O recente crescimento nos jeans para mulheres são boas notícias para o sector – as mulheres não querem usar apenas leggings», afirma Marshal Cohen, diretor de consultoria para a indústria no grupo NPD. «Ainda assim, a ênfase na quantidade e o elevado número de descontos obrigam os marketers a encontrar novas formas de atrair a consumidora de jeans», alerta. Claramente, as mulheres planeiam ao pormenor as suas compras de jeans. O resultado foi que, no ano passado, as vendas por unidade a preços reduzidos e o total de receitas gerado cresceram 30%. Atualmente, as compras a preços reduzidos representam 17% das vendas por unidade. Além disso, as vendas a preços reduzido estão a impulsionar grande parte do crescimento dos jeans para mulher. As vendas em lojas especializadas, que inclui retalhistas como American Eagle, H&M e Topshop, representam cerca de um terço das vendas de jeans femininos e registou um crescimento de 6% nas unidades vendidas, comparativamente aos 12 meses anteriores. Embora as mulheres estejam a comprar cada vez mais artigos de moda através do comércio eletrónico, a maioria das compras de jeans ainda passa pelas lojas físicas (80%), apesar deste número estar a diminuir.

3Lacoste entra num novo ciclo

O tenista sérvio Novak Djokovic e a atriz norte-americana Chloé Sevigny são duas das novas caras da marca francesa. «Liberdade de espírito e movimento, criatividade, espírito desportivo e tenacidade, os valores iniciados por René Lacoste, também são partilhados pelas personalidades que hoje mais admiramos», destaca a Lacoste. Os novos embaixadores da marca são rostos do desporto, da moda, do cinema e da música, fotografados por Oliver Hadlee Pearch. Além de Djokovic e Sevigny, a Lacoste uniu-se ao ator francês Rod Paradot, aos modelos americanos Ebonee Davis, Jamie Bochert e Alton Mason, à atriz e modelo japonesa Serena Motola, ao dançarino franco-senegalês Salif Gueye e ao artista coreano Sang Woo. No âmbito musical, juntou-se ao rapper francês Moha La Squale, que já assinou uma coleção para a marca, ao rapper norte-americano Asap Nast e a ainda a dois DJs, a francesa Clara 3000 e o alemão Noah Becker.

4SMCP amplia presença online na China

O interesse dos chineses pelo grupo SMCP, que detém as marcas de moda francesas Sandro, Maje e Claudie Pierlot, deverá disparar. O grupo francês anunciou uma «parceria histórica» com a gigante online chinesa JD.com, que irá proporcionar aos consumidores chineses um novo acesso às coleções da Sandro e da Maje, «duas das marcas preferidas no mercado do luxo acessível», revela o grupo. «Esta parceria marca uma conquista importante na implementação da estratégia digital do grupo SMCP na região Ásia-Pacífico, fazendo com que alcance um maior público na China», explica. «Idealmente, esta parceria complementa a crescente presença digital do grupo no país, impulsionado pela implantação de três websites próprios e a histórica colaboração com a plataforma chinesa Tmall, e diversifica os canais de venda digitais», acrescenta. Descrito como «um passo importante na execução da sua estratégia omnicanal», o grupo SMCP opera atualmente 137 lojas em 23 cidades chinesas, tendo inaugurado a primeira loja em 2013, em Xangai. Flavien d’Audiffret, diretor do departamento de inovação digital do grupo, afirma que «este novo passo reflete a nossa ambição de captar todas as oportunidades de crescimento numa região onde a atratividade das nossas marcas tem crescido ao longo dos últimos cinco anos». Com cerca de 400 milhões de utilizadores, a JD.com é uma das maiores retalhistas digitais da China. Já o grupo SMCP está presente em 40 países, com 1.466 pontos de venda e gerou mil milhões de euros em vendas em 2018.

5Roseberry é o novo diretor artístico da Schiaparelli

Depois de anunciar, oficialmente, o fim da sua colaboração de quatro anos com o designer Bertrand Guyon, a Schiaparelli acaba de revelar que Daniel Roseberry será o novo diretor criativo para todas as linhas, projetos e imagem da icónica casa de moda. Roseberry, com 33 anos, passou mais de 10 anos na Thom Browne como diretor de design das linhas masculinas e femininas. O novo diretor criativo da Schiaparelli irá agora «respirar a visão arrojada e de vanguarda da Place de Vendôme, tal como a fundadora da marca, Elsa Schiaparelli, cuja herança criativa pouco convencional marcou a história da moda», afirma a casa de moda. «É uma grande honra e felicidade pegar na marca que Elsa Schiaparelli criou há cerca de 85 anos», confessa Daniel Roseberry. «Elsa Schiaparelli era a mestre da modernidade. O seu trabalho refletia o caos e a esperança da era turbulenta que viveu. Atualmente, damos por nós a colocar questões igualmente importantes e determinantes: Qual é o aspeto da arte? O que é a identidade? Como nos vestimos para o fim do mundo?», destaca. Diego Della Valle, detentor da marca, considera que «a visão inovadora e criativa de Daniel Roseberry e os seus múltiplos talentos irão permitir à casa de moda implementar, em todas as suas atividades, o respeito à herança única que fez da Schiaparelli uma marca revolucionária». Anteriormente, a casa de moda tinha comunicado oficialmente a saída de Bertrand Guyon, com Diego Della Valle a reconhecer que «a Schiaparelli está grata a Bertrand Guyon pela sua contribuição para a atividade de alta costura da casa de moda, numa colaboração próxima com o estúdio criativo e o atelier na Place Vendôme».

6Gateway Portugal protege máquinas fotográficas

A especialista em soluções de segurança eletrónica para o retalho está a lançar a OnePOD Camera, uma solução especialmente concebida para proteger máquinas fotográficas digitais e acessórios quando em exposição na loja. A Gateway pretende dar resposta a uma necessidade atual de muitos retalhistas, que é dar a conhecer equipamentos de valor elevado e de dimensão compacta de uma forma que não só garanta a segurança destes equipamentos contra furtos, mas que assegure um acesso desimpedido aos mesmos. Nesse sentido, a Gateway lançou o OnePOD Camera, que permite que os utilizadores tenham um livre acesso a câmaras fotográficas e a acessórios, podendo explorar o design destes produtos e aceder às suas principais características. O OnePOD Camera conta com um sensor que permite ligar a câmara DSLR assim que o visitante a levanta, oferecendo assim uma experiência de utilização sem restrições, que permite avaliar todas as características da câmara sem colocar em causa a segurança do equipamento. O cabo de mais de 75 centímetros possibilita, de resto, que o utilizador pegue na câmara e a experimente livremente e com toda a segurança. Além disso, este produto oferece um conjunto de adaptadores para baterias para as diferentes marcas de câmaras digitais no mercado.