Início Breves

Breves

  1. myPartner organiza webinar sobre ERP
  2. Seca afeta lã da Austrália
  3. 51% dos sobreviventes do Rana Plaza estão desempregados
  4. Mr Porter celebra os designers do Japão
  5. Gigante chinesa adquire E-Land Footwear USA
  6. Dolly Parton lança marca de lifestyle

1myPartner organiza webinar sobre ERP

A myPartner organiza o webinar “ERP para a indústria da moda” no próximo dia 16 de maio, às 9h30. O objetivo é dar a conhecer a solução de gestão avançada Dynamics 365 Business Central for Fashion, um ERP desenvolvido especialmente para a indústria da moda, que já é usado por mais de 400 profissionais em Portugal e que suporta processos como a criação de coleção (PDM e PLM), planeamento da compra, venda em showroom, controlo da produção interna e subcontratação, abastecimento, retalho, armazenamento e gestão financeira. O webinar é gratuito, mas para assistir é necessário fazer uma inscrição prévia, que pode ser concretizada através do website da myPartner.

2Seca afeta lã da Austrália

O Comité Australiano de Previsão da Produção de Lã estima que a produção de lã na Austrália, na época 2018/2019, irá diminuir 12,7% em relação à época 2017/2018, para 298 milhões de quilos. A nova previsão, segundo o comité, reflete a seca contínua que tem afetado grande parte do território australiano. A produção de lã será menor do que os 305 milhões de quilos antecipados, apresentados em novembro. O impacto da seca deverá continuar na próxima época. Além da redução na produção de lã, o presidente do comité, Russell Pattinson, afirma que houve mudanças significativas em parâmetros essenciais de ensaio. «O rendimento médio, que se fixa atualmente nos 68,3%, está ao seu nível mais baixo das últimas estações», revela. Entretanto, a Australian Wool Innovation (AWI), o braço direito dos produtores de lã australianos no marketing, indicou, no seu relatório “Market Intelligence”, que o fornecimento mais reduzido de lã é equilibrado pelo abrandamento na procura mundial. «Como uma fibra natural e renovável, a lã ainda é procurada no retalho e os pedidos de maior monotorização e transparência irão oferecer aos produtores de lã maiores oportunidades no futuro», garante a AWI.

351% dos sobreviventes do Rana Plaza estão desempregados

Seis anos após a tragédia no Bangladesh, mais de metade dos sobreviventes permanece desempregada, devido a lesões e ao impacto psicológico do desastre. Um inquérito anual à saúde, bem-estar e condições económicas dos sobreviventes, publicado pela organização não governamental Action Aid, refere que, apesar dos protestos internacionais que se seguiram ao colapso do edifício Rana Plaza, que matou 1.138 trabalhadores do sector do vestuário, maioritariamente do sexo feminino, a taxa de desemprego entre os sobreviventes aumentou cerca de 10% nos últimos dois anos. A ActionAid acompanha 1.400 sobreviventes desde 2013, dos quais 200 foram inquiridos. 20,5% dos questionados afirmam que as suas condições de saúde têm vindo a piorar, enquanto 51% ainda estão desempregados devido a lesões e a problemas de saúde mental. Além disso, dos sobreviventes desempregados, 74% não voltaram a trabalhar devido a lesões físicas e 27% devido a questões de saúde mental – com resultado direto do incidente –, enquanto 10,5% ainda sofrem com o trauma. A ActionAid aponta que apenas 15,5% dos sobreviventes empregados regressaram à indústria do vestuário. «Este novo estudo da ActionAind mostra que, como resultado da tragédia, os sobreviventes ainda têm dificuldades económicas», destaca Farah Kabir diretor da ActionAid Bangladesh. «Seis anos após a tragédia, as lesões que, na altura, poderiam ter sido tratadas, transformaram-se em problemas para a vida», acrescenta.

4Mr Porter celebra os designers do Japão

A plataforma de moda masculina anunciou o lançamento de uma série de coleções cápsula, que junta os trabalhos de reconhecidos designers japoneses, celebrando a cultura e o design do país. A Mr Porter, através da qual é possível adquirir artigos de uma vasta gama de marcas, da Off-White à Jacquemus, denominou a iniciativa de “The Japan Edit”. Serão incluídas 122 peças de marcas como Ambush, Needles, Remi Relief, Human Made, Auralee, Blue Blue Japan, Kapital, Flagstuff, Hender Scheme, Beam Plus e Blackmeans, entre outras. «Depois do sucesso das edições “Made in California” e “Vive la France”, quisemos prestar homenagem a outro núcleo importante para a moda masculina: o Japão. É um país que visitamos regularmente e para o qual olhamos quando queremos descobrir novas tendências. Juntar estes icónicos designers é uma oportunidade única para promover estes maravilhosos talentos para os nossos clientes internacionais», afirma o responsável de compras senior da Mr Porter, Daniel Todd.

5Gigante chinesa adquire E-Land Footwear USA

A Xtep International Holdings vai comprar a detentora da K-Swiss, a E-Land Footwear USA Holdings, por 260 milhões de dólares (cerca de 232 milhões de dólares). A E-Land Footwear detém ainda marcas como a Palladium, Supra, PLDM e KR3W. A Xtep pretende crescer e aumentar o seu portfólio de marcas e, por isso, a gigante chinesa irá comprara 100% da E-Land Footwear. «A administração acredita que a aquisição é uma oportunidade para investir num portfolio de marcas reconhecidas mundialmente de sportswear e lifestyle, de olhos postos no segmento de alta gama», explicou o presidente da Xtep International Holdings, Ding Ding Shui Po. A compra será financiada por recursos internos e deverá estar concluída até ao final de julho. No início de março, a Xtep assinou uma joint-venture com a Wolverine Worldwide para vender artigos de caminhada da Merrell e calçado desportivo da Saucony na China. Marcas de alta gama são «o que as pessoas da China querem, com o seu novo poder de compra», declarou Ding Shui Po ao South China Morning Post.

6Dolly Parton lança marca de lifestyle

A artista country norte-americana está de olho na indústria da moda. Dolly Parton assinou um acordo com a IMG para desenvolver uma marca de lifestyle que irá juntar vestuário, joalharia, acessórios e artigos para o lar. «Estou entusiasmada por trabalhar com a IMG a uma escala global, para dar aos meus fãs produtos que irão estimar ao longo de vários anos», confessa a artista vencedora de vários grammys. «A Dolly Parton é um ícone internacional e estamos entusiasmados por trabalhar com ela», afirma Gary Krakower, vice-presidente de licenciamento da IMG. «Juntos iremos construir uma marca de lifestyle coesa que irá celebrar a Dolly e levar o seu icónico estilo e personalidade aos seus milhões de fãs em todo o mundo, de um modo envolvente», acrescenta. A novidade surge numa altura agitada da vida de Dolly Parton, que vendeu mais de 100 milhões de álbuns em todo o mundo e é considerada a melhor artista country na indústria. Este outono, a Netflix irá lançar “Heartstrings” uma minissérie televisiva antológica, que se foca nas suas famosas canções. Dolly Parton tem 1,8 milhões de seguidores no Instagram é a mais recente figura mundial da indústria da música a fortalecer a sua ligação à indústria da moda, à semelhança de nomes como Liam Bayne, que irá colaborar com a Hugo Boss, ou Beyoncé, que anunciou uma parceria com a Adidas.