Início Arquivo

Burlington ainda em baixa

O grupo têxtil americano Burlington Industries apresentou perdas liquidas de 86.32 milhões de euros para o seu primeiro trimestre do ano fiscal, em comparação com as perdas de 13.22 milhões de euros no mesmo trimestre de 2000. A Burlington pediu falência em Novembro passado, algumas semanas antes do final do primeiro trimestre, a 29 de Dezembro de 2001. As vendas tinham descido 32.4% durante o trimestre para 282.27 milhões, reflectindo as vendas de vários bens e de uma substancial redução na capacidade produtiva. A venda de tecidos para vestuário desceu cerca de 35.8% para 139.41 milhões de euros durante o trimestre, parcialmente devido aos planos de reestruturação implementados pelo grupo. O volume de vendas desceu 36%, enquanto que os preços se mantiveram estáveis. A venda de produtos para os mercados de mobiliário de interior desceu 38.1% para 76.76 milhões de euros. As vendas do sector baixaram 16.5%, o volume caiu 13.4% enquanto os preços tiveram um decréscimo de 3.1%. As vendas do segmento de alcatifas diminuíram 14.7% para 77.22 milhões de euros, evidenciando uma queda de 13.5% no volume e uma descida de 1.2% nos preços. Apesar da perda líquida ter aumentado em comparação com o mesmo trimestre do ano anterior, a Burlington foi capaz de gerar 54.5 milhões de euros através das suas actividades operacionais e 1.15 milhões de euros da venda de bens. O grupo reduziu assim a sua divida total para 923.69 milhões de euros no final do trimestre contra os 1 002.87 milhões três meses antes. As Disponibilidades desceram de 100.4 milhões de euros para 70.11 milhões.