Início Notícias Gerais

Caixa disponível para prolongar moratórias

O banco público está disponível para prolongar as moratórias de crédito até 12 meses. A garantia foi dada pelo presidente da instituição, Paulo Macedo, que considera que seis meses «não é minimamente suficiente».

Paulo Macedo

O banco estatal, liderado por Paulo Macedo, está disponível para prolongar as moratórias no crédito, entre 6 a 12 meses, para as famílias e empresas mais penalizadas pela pandemia. A revelação foi feita pelo presidente do banco, no dia em que a Caixa apresentou lucros de 86,2 milhões de euros para o 1.º trimestre do ano, uma queda de 32% em comparação com os 126 milhões de euros obtidos no mesmo período de 2019.

Em causa estão as moratórias, anunciadas pelo Governo, com o objetivo de ajudar as famílias e as empresas afetadas pela crise a pagar as prestações de capital e ou juros mais tarde. Dividem-se pelos vários regimes criados: um regime público, que vale apenas para contratos à habitação e empresas, e um regime da Associação Portuguesa de Bancos (APB), que abrangem os restantes contratos, como o crédito à segunda habitação e o crédito ao consumo.

Paulo Macedo diz, citado pelo Jornal de Negócios, que a o período de seis meses «não é minimamente suficiente”, uma vez que a situação económica não deverá melhorar até setembro», e «penso que há disponibilidade do Governo para prolongar os prazos».

O gestor tinha já mostrado disponibilidade, em abril passado, quando se deslocou ao Parlamento, para prolongar esta medida.

Até ao momento, a Caixa Geral de Depósitos recebeu 54 mil pedidos de moratórios no crédito das famílias e empresas, tendo aprovado 37.846 no valor de 4,727 milhões de euros.

Por sectores, o banco diz que aprovou 25.993 moratórias a particulares, entre crédito à habitação, crédito ao consumo e outros. Estes contratos totalizam 2,129 mil milhões de euros. No caso das empresas foram concedidas 11.853 moratórias no valor de 2,6 mil milhões de euros, estando ainda por decidir cerca de nove mil pedidos no valor de mil milhões de euros.