Início Arquivo

Caso La City reconhece problema da contrafacção

Foi recentemente conhecida a decisão final sobre o caso da La City, cadeia de lojas de vestuário que a empresa Chantal Rosner pretendia continuar a utilizar no mercado francês.

O supremo tribunal francês considerou assim que a referida marca não poderá ser usada pela empresa em questão, que deverá ainda pagar aos detentores da insígnia La City uma indemnização de 100.000 euros (a sua pretensão inicial era de 1,5 milhões de euros), por perdas e danos.

Os factos agora julgados remontam a 2000, ano em que a Chantal Rosner lançou no mercado gaulês uma cadeia de lojas de roupa com uma imagem agora considerada muito semelhante à da La City, que já existia desde 1991, levando esta marca a processar os seus proprietários, acusando-os de “plágio e cópia de imagem”, e reclamando uma avultada compensação financeira por perdas de negócio e clientela.

No tribunal de primeira instância, em 2003, a Chantal Rosner não fora considerada culpada, devido “à distância geográfica entre as duas cadeias de lojas” e ao facto de se destinarem a “segmentos distintos do mercado do vestuário feminino”.