Destaques

Início Destaques

A pintura do século XXI

A qualidade quase fotográfica da estamparia digital, a somar às suas vantagens ambientais, está a expandir um mercado onde várias empresas portuguesas, da pioneira Adalberto às mais recentes Tabel, Imprimis by Gulbena e Acatel, dão já cartas.

Exportações da ITV têm novo recorde

Em 2018, a indústria têxtil e vestuário portuguesa exportou 5,31 mil milhões de euros, o valor mais alto de sempre. O número representa um aumento de 1,9% face ao ano de 2017 e foi impulsionado pelas exportações de tecidos impregnados, fibras sintéticas ou artificiais, tecidos especiais e vestuário e seus acessórios, de malha.

«Não vendemos produto nem serviço – vendemos valor»

O diretor-geral da Lectra para Portugal e Espanha, Rodrigo Siza Vieira, dá conta das novas soluções da multinacional de origem francesa, que entraram oficialmente no mercado português a 1 de janeiro e prometem colocar as empresas portuguesas mais perto da nova realidade digital.

Portugal agita as águas na Ispo

São várias as inovações portuguesas que se destacaram em mais uma edição da Ispo Munich. No certame dedicado ao desporto, a presença nacional marcou pontos não só no Ispo Textrends, como também nos vários stands espalhados pelos cerca de 200 mil metros quadrados da feira alemã.

2018 em revista – Parte 4

No produto ou nos processos, das matérias-primas aos têxteis-lar, passando pelos fios, tecidos, malhas e vestuário, foram muitos os resultados da investigação e desenvolvimento que se faz nas instituições e empresas portuguesas que viram a luz do dia em 2018.

Portugal aposta alto na Ispo Munich

Aproxima-se mais uma edição da maior feira dedicada ao desporto, onde marcarão presença cerca de 2.800 expositores, dos quais 41 são empresas lusas. De 3 a 6 de fevereiro, pela primeira vez, a área total da Ispo Munich irá atingir os 200 mil metros quadrados.

«A marca permite-nos aprender»

Assumindo que lançar marcas com um mercado doméstico tão pequeno não é fácil, Alberto Figueiredo, presidente do grupo Impetus, considera, contudo, que é possível para as empresas serem bem sucedidas nesta área e que a Internet, com as vendas online e as redes sociais, pode abrir portas para novas marcas de Portugal para o mundo.

Riopele soma vitórias

Os esforços da empresa têxtil na área da sustentabilidade colheram frutos em 2018. Além do investimento em painéis fotovoltaicos, a Riopele viu o projeto Tenowa distinguido pela COTEC com o Prémio Produto Inovação 2018 e garantiu mais um ano de crescimento.

Têxteis-lar conduzem Foot by Foot

Ao longo de 2018, o negócio dos têxteis-lar foi o «motor» de crescimento da Foot by Foot. A produtora de tecidos laminados e revestidos, que trabalha igualmente as áreas da moda e dos têxteis técnicos, tem evoluído «motivadíssima pelos têxteis-lar», que continuarão a ser aposta para 2019.

«É uma mais-valia ter a indústria por detrás da marca»

Criada há 37 anos, a Flor da Moda foi uma das primeiras empresas da indústria de vestuário a assumir uma vertente moda, não só com a marca própria Ana Sousa mas também com a abertura de uma rede de lojas próprias, que em Portugal é, pelo número e conceito, praticamente caso único.

Mais vistas