Destaques

Início Destaques

Sustentabilidade fecha a década

Com um pé prestes a pisar uma nova década, a equipa do Portugal Têxtil/Jornal Têxtil convida-o a observar as principais transformações que marcaram 2019. Num balanço sobre o ano que deixamos para trás, o grande vencedor que, de uma forma geral, se destacou um pouco por toda a indústria têxtil e vestuário é a sustentabilidade.

Calvelex valoriza know-how

Concentrada na produção de vestuário formal para senhora, a empresa quer continuar a apostar nas valências industriais e competências dos seus cerca de 700 trabalhadores, enaltecendo o conceito de alfaiataria. Ao mesmo tempo procura desenvolver marcas próprias e investir em energia solar.

Bom Natal!

Os sinos já tocam, os doces estão quase prontos e as camisolas com bonecos de neve saíram do armário para serem usadas na Véspera. É a altura ideal para a equipa do Portugal Têxtil e Jornal Têxtil lhe desejar um Feliz Natal. Mas voltamos antes do ano terminar para lhe trazer as últimas notícias de 2019.

Fitecom investe quatro milhões de euros

A produtora de tecidos laneiros está a atualizar a tecnologia de acabamentos e tecelagem que tem dentro de portas, assim como a construir uma nova ETAR. Um investimento de quatro milhões de euros até 2020, numa altura em que está a dar mais destaque à sustentabilidade na sua coleção.

Decoração na mira da SMBM

A especialista em fiação está a diversificar o seu portefólio e o universo da decoração é a aposta mais forte, nomeadamente no mercado belga. Novos investimentos estão igualmente no horizonte da SMBM, que quer acrescentar fios mais finos e até fios técnicos à oferta.

Micam atenta às tendências

Aos 50 anos, a feira internacional de calçado continua atenta às tendências do mercado, procurando adaptar-se às novas exigências e transformar-se a cada estação. Na 89.ª edição, estreia o Micam X, um centro dedicado ao futuro do retalho e à inovação.

Lectra torna indústria mais flexível

Chama-se Quick Nest e é uma das mais recentes soluções da Lectra para facilitar a vida às produtoras de vestuário. A aplicação, que está a ser testada por três empresas portuguesas, incluindo a Balutêxtil, permite executar vários planos de corte ao mesmo tempo e está disponível para um período experimental gratuito de três meses.

Filasa com os olhos em 2020

A concorrência da Turquia afetou o negócio nos últimos 12 meses, mas a produtora de fios deverá terminar o ano em linha com 2018. Em curso está já uma nova estratégia para garantir o crescimento no próximo ano, que inclui a expansão internacional e o foco em produtos diferenciados.

ERT abre horizontes com a Fibrenamics

A união entre a empresa especialista em laminação e a plataforma de investigação de fibras da Universidade do Minho tem quase uma década e continua a dar frutos. O mais recente desenvolvimento conjunto chama-se GradiERT e resultou em soluções para os sectores automóvel, defesa e arquitetura.

Polopique investe desde a fibra

Jogando com o seu grande trunfo – a verticalidade –, a empresa está a realizar novos investimentos que vão até à fibra. Além da já anunciada fiação de 100% linho, a Polopique criou uma joint-venture para a plantação de algodão orgânico.

Mais vistas