Marcas

Início Notícias Marcas

Acelerar a fast fashion

A nova estratégia da Mango apresenta-se como o próximo passo da fast fashion: lançamento quinzenal de novos produtos já a partir de fevereiro de 2016, o fim dos catálogos impressos e um novo compromisso com a investida digital. Quem será capaz de acompanhar a retalhista espanhola?

A joia da coroa

O grupo Associated British Foods acaba de divulgar os resultados do último trimestre do ano, mas foi a Primark, subsidiária do grupo, que atraiu as atenções entre a indústria da moda, replicando os bons resultados habituais no decorrer do período.

Meia Pata sem travões

A especialista em meias para criança não sentiu quebras durante a pandemia, pois nunca parou de trabalhar. Crescer de forma sustentada é o objetivo da marca, que está de olhos postos no online e quer apostar mais nos EUA. Já o México e a Noruega são os mercados na linha da frente para estabelecer novas relações.

Papua, a poliglota

A marca de swimwear nacional Papua nasceu virada para a praia, em 2012, mas não deixa de se inspirar pelas ruas. Apanha banhos de sol com mais de 86 mil seguidores na rede social Facebook e 34 mil no Instagram. É híbrida, vive online e numa morada fixa. Tem um nome caricato, mas de simples leitura e está pronta para a época balnear.

Cotton Brothers já disponível online

A marca de vestuário feminino fundada por Odete Santos e Nuno Mendes lançou um website de comércio eletrónico. As vendas arrancaram em setembro mas a Cotton Brothers vai continuar a ser vendida em lojas multimarca, mantendo os parceiros de retalho um pouco por todo o mundo.

As ligações da +351

As chamadas para Portugal a partir do Brasil poderiam muito bem ter sido o mote para o nome da marca fundada por Ana Penha e Costa. Mas o que levou a designer portuguesa a transformar o indicativo +351 em nome foi a qualidade da indústria têxtil e vestuário nacional.

VF chamado à atenção

Segundo os analistas, é hora do gigante do vestuário VF Corporation se despedir das sombras de verão, caso pretenda manter a sua quota de mercado. O grupo proprietário de marcas como North Face, Timberland, Vans e Wrangler não faz uma aquisição há cinco anos, inércia que se tem vindo a refletir nas avaliações.

Deeply troca de mãos

A marca de surf, que pertencia à Sonae, é agora controlada por dois empresários – António Cortez e Hernan Briones – mas mantém-se em Portugal. O reforço da sustentabilidade do negócio, a experiência do consumidor e o envolvimento com os surfistas fazem parte dos objetivos delineados para esta nova fase da Deeply.

Felipe Oliveira Baptista abandona Lacoste

O designer açoriano e a marca parisiense cortaram os laços que os uniam há oito anos. O anúncio foi feito pela Lacoste e pelo próprio Felipe Oliveira Baptista nas redes sociais. Nenhum desvendou os pormenores que terão levado à saída do diretor criativo.

Patrocínio à moda londrina

Com os seus looks de denim gasto, o duo Marques‘Almeida ganha fama no palco da moda londrina, apoiado por um programa de patrocínios que...