Marcas

Início Notícias Marcas

A mulher da Maragata

A marca nacional dedicada ao quotidiano da mulher moderna nasceu em 2013, em Braga, mas a partir da Cidade dos Arcebispos já expede encomendas para uma mão cheia de países, com Portugal e Espanha a revelarem-se os mercados mais fiéis. Com confeção própria e forte aposta no marketing digital, os primeiros anos da Maragata foram de rápido crescimento e muitos “gostos”.

Nova vida para a Throttleman

Já há duas lojas de portas abertas com o novo conceito e outras seis na calha. Uma morada online está também a ser adjudicada. Novas linhas de vestuário, renovada imagem gráfica e o relançamento da Throttleman fazem parte dos planos do grupo têxtil Crivedi, que comprou a marca portuguesa cujo futuro estava envolto em incerteza desde 2012.

Refive quer voar alto

Com as primeiras propostas a chegarem aos pontos de venda apenas em setembro, a Refive está a afirmar-se no mercado de moda. A marca lançada por Rui Silva, ex-administrador da Ricon, tem a ambição de ultrapassar as fronteiras nacionais já com a próxima coleção e Espanha deverá ser o primeiro passo nesta conquista da Europa.

Meia Pata quer caminhar até aos EUA

Criada há três anos, a marca de moda infantil está presente em mais de 150 lojas e regista já um volume de negócios de cerca de 1 milhão de euros. Aumentar a presença nos mercados internacionais é o objetivo, numa altura em que a exportação tem um peso de 40%.

Orzhaus de pés no globo

A ideia nasceu em Ibiza, o nome tem raiz alemã, a estética cruza influências globais, mas a marca é 100% portuguesa. A Orzhaus já está nas ruas, mas tem novidades em incubação.

Jogo de bola

Depois de Riccardo Tisci, director criativo da Givenchy, a gigante desportiva Nike fez equipa com o designer da Balmain, Olivier Rousteing, para uma coleção cápsula que é um jogo memorável com passes de moda, activewear e Instragram. Para marcar o golo, ninguém melhor do que o capitão da seleção portuguesa de futebol, Cristiano Ronaldo – o rosto da campanha.

Adidas e Nike com um pé fora da China

A Adidas tem vindo a reduzir a quota de sapatilhas produzidas na China, garantindo atualmente nos parceiros chineses metade dos pares de há uns anos. O Vietname absorveu a maioria do negócio. Já a Nike substituiu mesmo a China pelo Vietname como principal mercado de aprovisionamento.

Kalaia Swimwear à beira da irreverência

Apresentado a 6 de maio – numa marcha que tomou conta das ruas de Lisboa, começando pelo Terreiro do Paço –, o exército de biquínis e fatos de banho “made in Portugal” da Kalaia Swimwear quer conquistar as praias nacionais e internacionais este verão, munido de uma dose extra de irreverência.

As viagens da Waya

O desejo de um regresso continuado a La Guajira, na Colômbia, motivou o nascimento da marca portuguesa de acessórios, que vai catalogando as memórias da fundadora. A Waya nasceu em 2015 e veio na bagagem de Constança Félix da Costa, empreendedora com preocupações éticas que fez uma viagem à América do Sul há dois anos e se deixou apaixonar pela arte indígena da comunidade Wayuu.

Mulheres integram clã Torcato

No início da carreira, o criador nacional incluía nas suas propostas peças dedicadas ao guarda-roupa feminino mas, com o passar dos anos, o foco passou a incidir nos coordenados de homem. Todavia, e para gáudio de todas quantas seguem o seu trabalho, na passerelle da última edição do Portugal Fashion, Júlio Torcato oficializou o regresso da mulher ao seu universo criativo.

Mais vistas