Marcas

Início Notícias Marcas

Corrida no retalho – Parte 1

Os analistas da Bernstein Research dedicaram-se à observação dos hábitos do sector do retalho de vestuário britânico e dos seus consumidores durante os últimos 12 meses, focando-se na atividade de dois dos seus principais intervenientes, os gigantes Primark e H&M.

Desafio à inovação

O gigante do retalho americano Gap Inc. deverá adotar uma atitude inovadora como forma de reverter a tendência negativa que tem vindo a registar, mas deverá procurar um equilíbrio que não aliene os consumidores leais, afirmam os analistas.

Kors em sentido divergente

A marca americana Michael Kors mostra sinais de abrandamento e preocupa investidores, receando-se um decréscimo iminente causado pelo cansaço de uma exposição constante e forte presença no mercado, apesar dos resultados positivos do último trimestre e do crescimento sequencial dos últimos 35 períodos fiscais.

Apple sente o pulso

A gigante da tecnologia americana procura alcançar um lugar no plano da moda e acessórios de luxo com o lançamento do seu mais recente produto, o Apple Watch, mas tem-se mostrado pouco convincente e falhou o alvo na apresentação que decorreu na passada segunda-feira.

Patrocínio à moda londrina

Com os seus looks de denim gasto, o duo Marques‘Almeida ganha fama no palco da moda londrina, apoiado por um programa de patrocínios que...

Marzotto recupera Boss

O gigante italiano de têxteis e vestuário Marzotto adquiriu recentemente ações da Hugo Boss no valor de 500 milhões de euros, aproveitando a saída gradual da firma de investimento Permira, para assim obter uma percentagem substancial do grupo de moda alemão que já foi seu.

Kering com altos e baixos

O grupo proprietário da Gucci anunciou que a revitalização da marca sob nova liderança é prioridade para 2015. O CEO Francois-Henri Pinault afirmou ainda que o grupo não fará aquisições este ano, preferindo concentrar-se em levar as vendas das suas marcas de luxo a bom porto.

Menos lojas, mais bolsas

De acordo com os analistas, a Prada terá de começar a focar-se mais nos critérios de diferenciação das suas bolsas e não nos planos de abertura de novas lojas. A tendência nos bens de luxo é para rentabilizar as lojas existentes, apostando em produtos distintos.

O valor da marca

A importância da criação de marcas para a diferenciação do produto na indústria da moda é o tema do workshop organizado hoje pelo CENIT com o apoio da ATP na Alfândega do Porto. Uma iniciativa que conta com a presença de João Paulo Girbal, presidente da Centromarca.

Hermès antevê abrandamento

A casa de moda parisiense prevê um enfraquecimento nas suas receitas para 2015, como consequência da recessão global da indústria e do tumulto geopolítico que emergiu em solo europeu.

Mais vistas