Marcas

Início Notícias Marcas

Adidas em modo automático

A marca de desporto alemã pretende revolucionar o desenvolvimento dos seus produtos, acelerando o processo produtivo e permitindo a personalização de vestuário e calçado, como meio de potenciar as vendas e os lucros nos próximos cinco anos.

Next a todo o vapor

A retalhista britânica de moda revelou um aumento significativo dos seus lucros, com um desempenho otimista das suas lojas físicas e online e o apropriado lançamento de coleções rápidas, adequadas às necessidades e expectativas dos consumidores.

Dedo verde acusador

A Greenpeace lançou a segunda “Detox Catwalk”, uma plataforma digital destinada à divulgação dos dados das principais marcas de moda mundiais sobre as medidas que adotaram para a remoção de substâncias tóxicas das suas cadeias de aprovisionamento e poluição da água.

Nike mantém rumo – Parte 2

A empresa norte-americana tem feito um esforço consciente de investimento na melhoria da sua cadeia de aprovisionamento, adotando medidas que permitam agilizar os processos e alcançar um desempenho mais eficiente.

Nike mantém rumo – Parte 1

O gigante do equipamento desportivo vai continuar a investir os seus principais recursos na cadeia de aprovisionamento, garantindo uma maior rapidez no acesso dos produtos ao mercado, e reforçará a inovação, tentando assim manter-se na vanguarda do sector.

Adidas em jogada positiva

A marca alemã de equipamento desportivo espera um crescimento robusto das vendas e lucros em 2015, num momento em que, simultaneamente, a confiança dos consumidores aumentou globalmente e aposta no investimento em solo americano.

Corrida no retalho – Parte 1

Os analistas da Bernstein Research dedicaram-se à observação dos hábitos do sector do retalho de vestuário britânico e dos seus consumidores durante os últimos 12 meses, focando-se na atividade de dois dos seus principais intervenientes, os gigantes Primark e H&M.

Desafio à inovação

O gigante do retalho americano Gap Inc. deverá adotar uma atitude inovadora como forma de reverter a tendência negativa que tem vindo a registar, mas deverá procurar um equilíbrio que não aliene os consumidores leais, afirmam os analistas.

Kors em sentido divergente

A marca americana Michael Kors mostra sinais de abrandamento e preocupa investidores, receando-se um decréscimo iminente causado pelo cansaço de uma exposição constante e forte presença no mercado, apesar dos resultados positivos do último trimestre e do crescimento sequencial dos últimos 35 períodos fiscais.

Apple sente o pulso

A gigante da tecnologia americana procura alcançar um lugar no plano da moda e acessórios de luxo com o lançamento do seu mais recente produto, o Apple Watch, mas tem-se mostrado pouco convincente e falhou o alvo na apresentação que decorreu na passada segunda-feira.

Mais vistas